Notícias

Governo de Minas assina protocolo de intenções para criação de Polo Aeronáutico

O vice-governador Alberto Pinto Coelho e o secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Narcio Rodrigues, assinaram nessa quinta-feira (8), em São José dos Campos (SP), a pedido do governador Antonio Anastasia, protocolo de intenções com o Instituto de Estudos Avançados (IEAv) — que integra o Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), Federação  das Indústrias do Estado de Minas Gerais – regional Vale do Paranaíba, Prefeitura Municipal de Tupaciguara e empresa AXIS Aerospace. O objetivo é iniciar os estudos que possam viabilizar a instalação de um Polo Aeronáutico no Triângulo Mineiro.
Ao assinar o documento, Alberto Pinto Coelho disse ao diretor do IEAv, Marco Antonio Sala Minucci, que conhecer “in loco”  os laboratórios e as atividades do instituto, “dá mais orgulho de ser brasileiro”. Em sua opinião, a parceria que começa a ser estabelecida mostra que Minas Gerais poderá viver um novo momento na área tecnológica. Ele disse apostar no Estado como indutor do desenvolvimento, sobretudo quando há participação de diversas instituições da sociedade e de empresas interessadas em inovação.
O instituto é uma organização do Comando da Aeronáutica que desenvolve pesquisa e desenvolvimento em diversas áreas do conhecimento, entre elas escoamentos para aplicação de voos de veículos aeroespaciais. Um dos principais trabalhos desenvolvidos atualmente é a propulsão a laser para veículos aeroespaciais hipersônicos, ou seja, que podem voar 10 vezes mais rápido do que a velocidade do som. As pesquisas são lideradas pelo Brasil, que recebe, inclusive, pesquisadores da Força Aérea Americana.
Narcio Rodrigues disse que estava no IEAv, naquele momento, buscando o que existe de melhor no Brasil para trazer a Minas Gerais, e que a presença do vice-governador selava um compromisso da maior importância para o desenvolvimento.
O diretor do IEAv disse que a parceria com o Governo de Minas é um momento histórico para a instituição que dirige. Ele fez um retrospecto da história do DCTA, de onde também surgiu o Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), uma das mais bem avaliadas escolas de engenharia do Brasil. Explicou ainda que utilizar a propulsão a laser como combustível poderá trazer uma redução extremamente significativa dos custos para enviar cargas ao espaço.
Retrospectiva da parceria
Todo o diálogo em torno de um polo aeronáutico/ aeroespacial foi iniciado pelo secretário Narcio Rodrigues com o engenheiro mecânico-aeronáutico Daniel Marins Carneiro, diretor da empresa AXIS, que está desenvolvendo o projeto AX-2 Tupã, aeronave de seis lugares destinada à aviação civil. A empresa mineira, localizada em Tupaciguara, Triângulo Mineiro, vem recebendo o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig), da Prefeitura Municipal e da Universidade Federal de Uberlândia (UFU), que possui o curso de Engenharia Aeronáutica. O Ministério da Ciência e Tecnologia e a Fiemg regional também vão apoiar o projeto.
Segundo Daniel Marins, a AXIS também foi convidada pelo IEAv para participar do 14X – plataforma de alta velocidade. O projeto é de uma aeronave não tripulada hipersônica que poderá ser transformada inclusive em míssil a ser oferecido à Força Aérea Brasileira. Na visão de Daniel, o Brasil tem todas as condições de desenvolver as mais modernas tecnologias no setor, contudo é preciso que haja empresas com visão inovadora. “Buscamos segmentos não explorados e estamos tendo a oportunidade de iniciar esse trabalho após a boa receptividade do secretário Narcio Rodrigues.
A comitiva mineira presente na assinatura do protocolo de intenções contou ainda com o deputado Zé Maria, representando a Assembléia Legislativa; prefeito de Tupaciguara, Alexandre Berquó; presidente da Fiemg regional Vale do Paranaíba, Pedro Lacerda; e sócios da empresa AXIS Aerospace.
Fonte: Sectes-MG