Destaques

Google escolhe aceleradora brasileira para seu programa global de startups

A aceleradora brasileira ACE é a única fomentadora nacional de negócios inovadores a ser selecionada como parceira do Google Developers Launchpad. O programa, da gigante de tecnologia Google, busca ajudar startups a construírem e escalarem suas soluções em ecossistemas distantes do Vale do Silício, o berço do Google, mas ainda assim com grande potencial – como o Brasil.

Criado em 2013, o Launchpad Accelerator Global chegou ao Brasil, à Índia e à Indonésia dois anos depois. A aceleração já está presente em mais de 40 países e apoiou 135 negócios. Além da ACE, outras aceleradoras “powered by Google Developers Launchpad” são Corporacion Ventures (Colômbia), Banj (Porto Rico), Venture Garden Group (Nigéria), Startit Center Beograd (Sérvia), The Nest I/O (Paquistão), Digitaraya (Indonésia) e Start Up Village (Filipinas).

No Brasil, nomes como Love Mondays, Nubank e QuintoAndar estão entre as startups que já participaram do programa. Uma edição específica para a cidade de São Paulo neste ano selecionou seis startups com interesse em aplicar machine learning aos seus negócios.

A ACE afirma que um dos maiores benefícios da associação é ficar mais próxima do Google e de sua estrutura no Vale do Silício. “Temos acesso a conteúdos exclusivos para os parceiros, que poderão ser usados ao longo de nossa aceleração pelas startups. A viagem anual que fazemos com nossas startups ao Vale do Silício este ano terá parte da programação sobre produto, marketing, vendas e gestão realizada na sede do Google Launchpad, com os especialistas deles nestas áreas”, afirmou um porta-voz da aceleradora brasileira.

Criada há seis anos sob o nome Aceleratech, a ACE já acelerou 200 startups e obteve nove exits (vendas de negócios inovadores). Com 190 mentores e mais de 100 investidores, a fomentadora de negócios inovadores opera por meio de um “tripé de aceleração”: um método personalizado para cada startup; seleção criteriosa de pessoas, nas startups e na sua própria equipe; e dinheiro, seja pelo investimento direto ou por benefícios de parceiros – como o próprio Google.

Fonte: Exame

Próximos Eventos