Notícias

Foxconn procurou SP para saber sobre capacitação, diz secretário

O secretário de Estado do Emprego e Relações do Trabalho de São Paulo, Davi Zaia, disse neste sábado em Ribeirão Preto (313 km de São Paulo) que foi procurado por representantes da empresa Foxconn –que vai produzir o iPad no Brasil– para garantir aos investidores que São Paulo terá condições de capacitar mão de obra para a fábrica de tablets.

De acordo com Zaia, isso sinaliza que a companhia taiwanesa já pode ter escolhido o território paulista para instalar sua unidade produtora no país. Falta agora, segundo ele, a definição da cidade que irá receber os investimentos, estimados em R$ 19 bilhões, conforme anunciado durante visita da presidente Dilma Rousseff (PT) à China no início do mês.

Zaia afirmou ter garantido aos representantes da Foxconn que o governo de São Paulo terá condições de atender a demanda da empresa por capacitação de mão de obra. De acordo com ele, no segundo semestre deste ano sua pasta planeja capacitar cerca de 35 mil trabalhadores em cursos profissionalizantes.

“De início eles devem criar perto de 3.000 empregos, principalmente para linha de montagem, e esse número deverá chegar a 10 mil”, disse Zaia. “Vamos dar conta da demanda da Foxconn.”

Em Ribeirão, o secretário ouviu da prefeita Dárcy Vera (DEM) que o município se colocou como candidata a receber a taiwanesa junto ao Ministério da Ciência e Tecnologia. Segundo ela, a cidade só depende da criação de um terminal alfandegário para atender a todas as exigências da empresa.

“Mas isso será resolvido até o final deste ano”, afirmou Dárcy.

Para Zaia, se a Foxconn confirmar a fábrica no Estado, as principais concorrentes de Ribeirão na disputa são cidades da região de Campinas (93 km de São Paulo) e de São José dos Campos (97 km da capital).

Fonte: Jornal Folha de SP