Notícias

Finep quer fazer parcerias para descentralizar atuação

A Finep aguarda o andamento do marco regulatório da ciência, tecnologia e inovação no Congresso Nacional para alterar algumas formas de atuação. Uma dessas mudanças estaria na descentralização de recursos e atividades.

Segundo o superintendente da Área de Institutos Tecnológicos e de Pesquisa, Edgard Rocca, a ideia é que outras instituições assumam o papel da financiadora. “Essa vai ser uma maneira de atuar mais próximo do cliente. Devemos começar com as FAPs [Fundações de Amparo à Pesquisa]. Mas queremos extrapolar e atingir municípios como também associações setoriais e institutos de pesquisas”, disse.

Durante participação na abertura do Seminário Excelência na Gestão, realizado nesta terça-feira (13), em Brasília (DF), Rocca também comentou sobre o fato de os recursos dos fundos setoriais não serem suficientes para atender à demanda de todo o segmento. “O limite [dos fundos setoriais] está batendo no teto. Com as mudanças no marco regulatório a estratégia é nos tornarmos uma instituição financeira para captar mais recursos”, explicou.

Uma das maneiras estudadas pela Finep para arrecadar mais é a instituição se tornar gestora de fundos. Segundo Edgard Rocca, a agência poderá também captar recursos de empréstimos com outros bancos.

Somente em 2011, a financiadora contratou R$ 1,99 milhão em projetos e concedeu R$ 1,75 milhão em empréstimos. Os recursos da instituição atingiram a marca de R$ 3,9 bilhões.

Fonte: Gestão C&T

Próximos Eventos