Notícias

Finep participa de julgamento de edital e visita empresas contempladas pelo Inova-SE

Durante três dias, treze consultores estiveram reunidos em Aracaju com o intuito de julgar os projetos inscritos no Programa de Apoio à Inovação nas Empresas Sergipanas (Inova-SE), que visa financiar atividades de pesquisa e desenvolvimento de produtos, processos e serviços inovadores para as indústrias do Estado. Participaram do julgamento, dois técnicos da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) experientes com o PAPPE Nacional (Programa de Apoio à Pesquisa em Empresas) e 11 especialistas de Sergipe habilitados em Biotecnologia, Inovação e Tecnologia, Construção Civil, Petróleo e Gás e Tecnologia da Informação (TI). O encontro iniciou na última quarta-feira, 04, e prosseguiu até esta sexta.

Os avaliadores foram convidados pelas instituições parceiras do Inova-SE: Sergipe Parque Tecnológico (Sergipetec), Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Sergipe (Sebrae/SE) e Federação das Indústrias do Estado de Sergipe (Fies). O programa foi criado pela Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe (Fapitec/SE), vinculada à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico, da Ciência e Tecnologia (Sedetec).

Durante o primeiro dia de encontro, os especialistas fizeram a avaliação do mérito técnico científico e à viabilidade econômica e mercadológica dos projetos. Na quinta-feira, foi elaborada a Ata de Reunião, contendo a relação dos trabalhos julgados, recomendados e não recomendados, com as respectivas notas. Já na sexta, aconteceu a reunião do Comitê Gestor na Fapitec, com o objetivo de analisar a relevância dos projetos para o Estado e homologar o resultado do Comitê Técnico.

Segundo Vanusa Maria de Souza, técnica da Fapitec e coordenadora do Programa Inovação Tecnológica (Proint), ao todo, 19 projetos foram avaliados, sendo dois na área de Biotecnologia, dois de Construção Civil, quatro de Petróleo e Gás e 11 de TI. “O edital do Inova-SE foi dividido em cinco etapas de julgamento. A primeira foi feita a análise pela Área Técnica da Fapitec; depois os avaliadores fizeram suas avaliações; na terceira fase, aconteceu a análise, julgamento e classificação pelo Comitê Técnico de Avaliação; na etapa quatro foi realizada a aprovação pelo Comitê Gestor; na última foi feita a homologação do resultado final pela Diretoria Executiva da Fundação”, detalhou.

Visitas

De acordo com Vanusa, ainda no segundo dia de encontro, os dois técnicos da Finep, que vieram do Rio de Janeiro a Sergipe, realizaram visitas a três empresas sergipanas aprovadas no Edital Inova-SE 2004 e que tiveram seus projetos concluídos. “Foram selecionadas a Empresa de Engenharia e Petróleo (Engepet), a PYXIS Tecnologia Ltda e a Tecned – Tecnologias Educacionais”, pontuou a técnica.

“Essa visita do Finep ajuda-nos a repensar o produto de uma forma comercial e cientifica com competência para avaliar esse tipo de produto”, frisou o diretor Executivo da Tecned, Mário Vasconcelos, empresa que trabalha com sistema da informação, contemplada com o projeto que usa o sistema colaborativo wiki para publicação e consulta de conteúdo histórico, geográfico e turístico de Sergipe.

Com o projeto de simulador para o sistema de elevação de petróleo por bombeio pneumático (BPZ), a Engepet torna-se a primeira na indústria petrolífera a criar uma ferramenta computacional que permite a otimização de produção de óleo de um poço. Para o Sócio-Administrador da empresa, Homero Pessoa Pinto, um projeto como este leva alguns anos. E o papel que a Finep representou foi muito importante para o resultado deste trabalho. “Verificar o resultado presencialmente é muito significativo para nós que passamos esse tempo trabalhando”, completou Homero.

Para Ernesto Machado Coelho, Diretor da PYXIS, empresa de Tecnologia da Informação especializada no desenvolvimento soluções informatizadas para organizações públicas e privadas, visita como essa é importante porque são os detentores dos recursos que vêm verificar os resultados de todo o financiamento ao longo dos anos, aproximando a empresa da instituição colaboradora. “O resultado mostra que o dinheiro foi bem aplicado, reforçando a confiança e seriedade de nossa empresa”, afirmou.

Após completar as visitas o analista de projetos do Finep, Vítor Dias Kappel, ficou muito satisfeito com o que o viu nas empresas sergipanas. “Foi muito produtivo porque pude observar os trabalhos mais de perto, propiciando um maior acompanhamento e conhecimento das empresas, promovendo o desenvolvimento econômico e social de Sergipe por meio do fomento à Ciência, Tecnologia e Inovação”, finalizou.
Fonte: SEDETEC-SE