+55 (61) 9 7400-2446

Notícias

Fapemig e Cemig destinam R$ 30 milhões para pesquisas

Meio ambiente, fontes de energia alternativas e expansão do sistema elétrico estão entre os temas do novo edital.

Financiar pesquisas no setor elétrico que permitam o desenvolvimento de energias limpas, garantindo o desenvolvimento sustentável para o estado. Este é o objetivo principal da parceria entre a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig) e a Cemig. O segundo edital, fruto desta iniciativa, acaba de ser lançado e vai destinar R$ 30 milhões para os projetos aprovados.

As linhas de pesquisa que serão apoiadas abrangem as áreas de Meio Ambiente; Fontes Alternativas; Manutenção do Sistema Elétrico; Gestão de Bacias; Gestão, Regulação e Mercado; Operação do Sistema Elétrico; Supervisão e Controle; Segurança; Planejamento e Expansão do Sistema Elétrico e Novas Topologias. Confira mais detalhes no edital disponível em www.fapemig.br.

“No primeiro edital, lançado em 2011 e cujos projetos aprovados foram divulgados em janeiro deste ano, recebemos 229 propostas, que totalizaram R$ 385 milhões – uma demanda altíssima para um edital de R$ 30 milhões. Devido à alta qualidade de grande parte destas propostas, decidimos por aumentar o valor do edital em R$ 45 milhões no primeiro ano, destinando R$ 75 milhões em recursos para os projetos aprovados”, explicou o diretor de Ciência, Tecnologia e Inovação da Fapemig, José Policarpo de Abreu. Os 38 projetos aprovados nesta primeira versão já estão em andamento e a expectativa das Instituições é que os recursos da iniciativa sejam aplicados em projetos que tragam benefícios para a sociedade, como maior qualidade, disponibilidade, sustentabilidade e menor custo de energia e contribuam para o progresso e desenvolvimento do estado de Minas Gerais.

Ainda segundo Abreu, em reunião da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), realizada ano passado, diversas empresas do setor elétrico manifestaram interesse em conhecer o programa. Além disso, Fundações de Amparo à Pesquisa (FAPs) de outros Estados também se interessaram pela parceria inédita. “A intenção da Fapemig e da Cemig é realizar em breve um workshop para apresentar para estas empresas e FAPs o Programa e seus resultados”, planeja o diretor.

“A parceria com a Fapemig é uma oportunidade de explorarmos sinergias e complementaridades entre o Programa de P&D da ANEEL e os editais da Fapemig. Procuramos utilizar as oportunidades que cada programa oferece, permitindo construir projetos mais completos, que visam à inovação, a capacitação de pessoas, mais eficiência para a Empresa e qualidade para o cliente, portanto, com maior possibilidade de retorno para Minas”, declarou Arlindo Porto Neto, vice-presidente da Cemig.

Parceria inovadora

O acordo entre a Fapemig e a Cemig foi firmado durante a cerimônia de comemoração dos 25 anos da Fapemig, em maio do ano passado, marcando o início da execução de uma parceria inovadora, assinada em janeiro de 2011. Ao todo, serão destinados R$ 150 milhões em estudos específicos no prazo de cinco anos. Segundo o acordo, a Cemig responderá por R$ 100 milhões e a Fapemig pelo montante de R$ 50 milhões.

O valor será destinado a pesquisas ligadas às áreas de atuação da Cemig (geração, transmissão, distribuição e comercialização de energia elétrica), buscando o desenvolvimento de fontes alternativas renováveis e limpas, como solar, eólica e biomassa. Estão previstos ainda estudos sobre a proteção do meio ambiente, o uso racional da energia e a eficiência operacional da Empresa. “Esses objetivos estão fundamentados nos pilares da sustentabilidade e do melhor atendimento à população e sociedade em geral, através de redução de custos e aumento da qualidade no fornecimento da energia”, destacou o vice-presidente da Cemig.

Fonte: Ascom – Fapemig

Próximos Eventos