Destaques

Exército começa a estudar IoT para gestão operacional

O Exército Brasileiro está desenvolvendo estudos para aplicações de Internet das Coisas nas Forças Armadas, a IoT da Defesa. De acordo com o general Santos Guerra, assessor do DCT para o Sistema de Defesa, Indústria e Academia, no Comando Militar do Sudeste do Exército Brasileiro, a solução pretende resolver problemas habituais nos quartéis, como gestão de maquinário, pessoal, frotas e mesmo gastos.

“Estamos desenhando essa IoT para a Defesa. Por exemplo: nós temos 600 quartéis no Brasil, e comandante também paga conta de água; ele só descobre que a conta veio alta quando recebe o boleto. Podemos controlar e prever esse gasto com IoT”, exemplifica o general.

“Além disso, estudamos fazer uma cerca eletrônica para viaturas. Ela vai enviar um SMS para o quartel caso o veículo esteja fora da cerca depois de um horário proposto. Também posso usar RFID para contabilizar armas e munição, assim como utilizar imagens para fazer a segurança nos quartéis”, completa.

Falando durante o 1º Fórum de Operadoras Alternativas nesta segunda-feira, 26, o militar disse que está “conceituando” a IoT da Defesa e deve preparar “um piloto” da tecnologia com um patrocínio externo, e, posteriormente, pretende fazer um teste maior, uma vez que conseguir verba.

A IoT da Defesa está em desenvolvimento na sede do Comando Militar do Sudeste, em São Paulo, e conta com o apoio do Centro de Pesquisas Renato Archer, revelou Santos Guerra.

Fonte: Teletime

Próximos Eventos