Destaques

Ex-piloto de Fórmula 1 desenvolve competição de carros autônomos

Criar uma categoria e competição de carros de corridas autônomos é o objetivo da Roborace, empresa criada pelo ex-piloto da Fórmula 1 e Fórmula E, o brasileiro Lucas de Grassi, que apresentou seu projeto no evento Lide Next – Inteligência Artificial nesta quarta-feira, 3, em São Paulo, promovido pelo Grupo Doria.

O projeto servirá para o desenvolvimento de softwares de rede neural para condução dos carros autônomos, que podem atingir velocidades de até 320 Km por hora. O desenvolvimento do Robocar começou no começo de 2016, com um primeiro modelo hibrido, com piloto e autônomo, batizado de DevBot. Depois disso já foram construídos 6 modelos, que usam os mesmos chassis, motores elétricos nas 4 rodas. Eles se encaixam na categoria 5 de modelos totalmente autônomos, com arquitetura aberta.

Grassi explica que os pilotos na verdade farão uma competição desenvolvimento dos melhores algoritmos de computação em tempo real e tecnologias de Inteligência Artificial, que poderão ajudar a indústria automobilística, empresas de tecnologia, universidades, etc, em testar os carros no ambiente de pistas de corridas, como acontece nas outras modalidades do esporte.

O Roborace, criada pelo piloto com apoio de investidores, tem sede em Oxford e filiais em Londres e Los Angeles, e já fez apresentações dos veículos em diversos países. A empresa pretende, além de fabricar os carros padronizados, com custos 100 vezes mais baratos que da Fórmula 1, promover um campeonato mundial de carros autônomos, nos mesmos moldes do projeto que fez com a Fórmula E, vendida para os organizadores da Fórmula 1.

“Poderia ser idealizado um projeto com desenvolvedores de universidades brasileiras, com apoio de grandes marcas de consumo nacionais, para uma disputa contra outros países, estimulando o desenvolvimento de software e tecnologia nos país, como mão de obra nacional”, enfatiza o piloto.

Fonte: TI Inside

Próximos Eventos