+55 (61) 9 7400-2446

Notícias

EUA têm projeto para impedir “fuga de cérebros” estrangeiros

Senadores democratas apresentaram ontem ao Congresso dos EUA um projeto de lei para conceder a imigrantes superqualificados 55 mil “green cards” -o documento que permite ao estrangeiro viver e trabalhar no país.

O alvo são mestres e doutores nas áreas de ciência, tecnologia, matemática e engenharia formados em universidades americanas.

Hoje, eles podem solicitar o visto H1-B, para profissionais que exercem funções não preenchidas por americanos. Mas são submetidos a uma cota anual de 20 mil, dentro de um limite de 65 mil documentos do tipo, e a um longo processo burocrático para converter o visto de estudante em visto de trabalho.

Se aprovada, a lei criará um projeto piloto de dois anos que mais do que dobrará a cota coberta pelo HB-1.

Há contudo três condições: o solicitante precisa obter o título em uma universidade americana reconhecida, ter oferta de emprego nos EUA e seu contratador deve provar que não há um americano no mesmo nível para a vaga.

Outros dois projetos semelhantes foram apresentados na Câmara nos últimos dias por congressistas da oposição republicana. Tanto Barack Obama quanto seu oponente na disputa pela Casa Branca, Mitt Romney, incluíram planos parecidos em suas plataformas eleitorais.

Editoria de Arte/Folhapress

Fonte: Folha de São Paulo

Próximos Eventos