Notícias

Estudantes baianos ganham Prêmio Internacional

Rafael Guimarães e Vinícius Cal, ambos com 23 anos e estudantes de Engenharia Mecatrônica da Universidade Salvador (Unifacs), foram os grandes vencedores da James McGuire Business Plan Competition (Competição Internacional de Planos de Negócios James McGuire) promovida pela Laureate Global, em Fort Lauderdale, na Flórida (EUA).
O projeto dos estudantes brasileiros, batizado de Grua Automatizada, que é uma espécie de guindaste para a construção civil, competiu com mais de 200 outros projetos mundiais, o que representou não só uma grande vitória para a dupla, mas também para o Brasil.
Em entrevista para a BRAIN, os rapazes, que se tornaram amigos na universidade, afirmaram que as famílias foram as maiores incentivadoras deste trabalho, visto que sempre acreditaram no potencial do projeto e nos benefícios que a inovação trará para o mercado de construção civil.
O prêmio de US$ 100 mil servirá de apoio para a execução do projeto e comercialização do produto. “Ficamos muito felizes por nosso projeto ter a perspectiva de dar certo. O que a gente apostou e investiu está valendo a pena. Esperamos que alguma empresa faça uma parceria conosco. Algumas já se manifestaram.” – conta Rafael Guimarães.
A dupla também já tem no seu currículo a conquista do Prêmio Ideias Inovadoras, da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb), e a convite, apresentaram o projeto em uma das maiores feiras de tecnologia mundial, a Bauma, em Munique, na Alemanha. Agora concorrem no Desafio Brasil, que em sua 6ª edição, é uma competição nacional de start-ups de base tecnológica.

Projeto Grua Automatizada
A inovação consiste no desenvolvimento de uma grua mais segura, de carga cinco vezes maior em sua ponta, que pode ser móvel e automática. O contrapeso poderá se deslocar, a depender da necessidade, gerando maior estabilidade durante sua movimentação. Vinícius Cal explica que “a grua convencional traz na lança vários pontos que tem limite de carga, ou seja, quanto mais você se afasta da ponta da lança menor é o carregamento. E com este sistema, nós iremos fazer com que toda lança tenha o mesmo carregamento. Assim, irá aumentar a capacidade da obra e trará mais segurança ao operário.”

Novo perfil empreendedor
Este ano, o resultado da pesquisa Global Entrepreneurship Monitor (GEM) mostrou que o Brasil alcançou em 2010 a maior taxa de empreendedorismo entre países membros do G20 e apontou uma taxa de crescimento entre os jovens empreendedores. Seguindo esta estatística, a dupla, que já patenteou o invento no Brasil, Estados Unidos e Europa, agora faz parte da Incubadora de Negócios da Unifacs.
Para Flavio Marinho, sócio-diretor da BRAIN e coordenador da Incubadora de Negócios da Unifacs “o destaque alcançado pela dupla baiana de estudantes num evento mundial demonstra o novo paradigma que se forma no país, com um novo perfil de empreendedores, muito orientados pela tecnologia e pela percepção de oportunidades no mercado, confrontando-se com o velho perfil de empreendedorismo como alternativa à falta de emprego, ou seja, por necessidade.”

Competição Internacional de Planos de Negócios James McGuire
O evento James McGuire Global Business Plan Competition 2011, promovido pela Laureate International Universities, tem como objetivo encorajar estudantes a elaborarem um novo plano de negócios.
Dos aproximados 200 projetos enviados, 30 foram selecionados para disputar a etapa internacional e cinco foram escolhidos como finalistas.
Quem julgou o melhor projeto foi o Comitê Externo de Seleção, composto por um grupo de empresários e investidores, incluindo James McGuire, ex-membro do conselho administrativo da Laureate, que inspirou o prêmio.

Desafio Brasil
O Desafio Brasil é uma competição anual de start-ups de base tecnológica. Em parceria com a INTEL, oferece aos empreendedores além de premiação, educação e capacitação, acesso às agências de fomento e investidores, assim como exposição internacional aos seus participantes. Em sua 6ª edição dará para as quatro equipes classificadas o direito de concorrer nas finais do Desafio Intel.

A competição nacional é coordenada pelo GVcepe (Centro de Estudos em Private Equity e Venture Capital) da FGV-EAESP. A novidade é que o Desafio Brasil 2011 ampliou seu formato de competição com pólos regionais, atingindo os principais centros de tecnologia, parques tecnológicos e incubadoras do Brasil.

Fonte: Ascom Brain

Próximos Eventos