Notícias

Especialistas frisam que inovar tem de ser prioridade

O ambiente competitivo será muito complicado nos próximos anos para as pequenas empresas que não inovarem constantemente, conforme afirmou o especialista do Instituto de Tecnologia de Alimentos (Ital) Raul Amaral durante palestra na terça-feira (10) no 27º Congresso de Gestão e Feira Internacional de Negócios em Supermercados (Apas 2011), em São Paulo. O evento prossegue até esta quinta-feira (12) no Expo Center Norte.

Junto com Joaquim Ferreira, Amaral apresentou a palestra “Oportunidades para Inovação – Brasil Food Trends 2020”. Segundo eles, as mudanças nos hábitos de compra do consumidor, cada vez mais exigente e atento à praticidade, exigem soluções inovadoras da indústria de alimentos, do setor de varejo e dos serviços de alimentação.

“Atualmente, as cinco maiores redes de supermercado detêm 46,5% do mercado. Brigar com os grandes é difícil. Para competir, os pequenos varejos precisam inovar e competir pelo diferencial”, assinalou Ferreira. Uma das dicas, segundo ele, é investir em áreas como gastronomia, sustentabilidade e bem-estar. “O consumidor deseja mobilidade, experiência e inovação. Quer mais experiências de compra online e compras coletivas”, exemplificou.

Tendências

E inovar, para a consultora do Instituto Ipsos Clotilde Perez, que também fez palestra no congresso da Apas, passa pela antecipação de tendências. “Vivemos a cultura das sensações, da educação permissiva”. Na visão dela, as empresas precisam estar atentas ao consumidor e às suas demandas cada vez mais sofisticadas.

Para Clotilde, hoje prevalece o conceito de “multivíduo” para definir o homem contemporâneo. “Não há mais uma única identidade, mas identidades. Identidade móvel e flutuante, em trânsito, passageira. Esse é o consumidor, o cliente atual”, frisou. “Um exemplo está numa pessoa que frequenta um restaurante country na sexta, vai a um ensaio de escola de samba no sábado e se diz roqueira. Parece falta de identidade, mas é multiplicidade de escolhas”, observou.
Fonte: Agência Sebrae