Destaques

Esforços de transformação digital são impactados pela falta de colaboração entre as áreas de TI e de negócios, aponta estudo da The Economist

De acordo com um novo relatório divulgado pela The Economist Intelligence Unit (EIU) – as áreas de negócio e a equipe de TI não estão alinhadas quando buscam estratégias de transformação digital. O relatório “From gatekeeper to enabler: the role of IT when digital transformation is the norm”, patrocinado pela BMC – ou “Do guardião ao facilitador: o papel da TI quando a transformação digital é a norma”, em tradução livre – mostra exemplos dessa desconexão.

De acordo com a pesquisa, dois terços (66%) das empresas dos setores público e privado afirmam comprar novos softwares e soluções sem envolver as equipes de TI – uma situação que desafia a função tradicional da TI como guardiã das novas tecnologias.

A pesquisa foi realizada com executivos de Ásia-Pacífico, Europa, América Latina e América do Norte. Dentre os motivos para a falta de colaboração entre as áreas nas iniciativas de colaboração digital, estão:

• desalinhamento dos objetivos: as áreas de negócio priorizam o crescimento da receita e a redução dos custos, e as equipes de TI priorizam a integração e a segurança;

• pressão do tempo: 37% dos entrevistados mencionam a lentidão dos processos de aquisição conduzidos por TI como um fator que os leva a não envolver a equipe de TI no momento de compra de novas tecnologias.

No entanto, apesar de muitas empresas afirmarem ignorar as equipes de TI ao comprarem novas tecnologias, 43% dos entrevistados disseram que consideram TI responsável caso algo der errado com as iniciativas de transformação digital. E isso pode ser arriscado caso as equipes de TI não avaliem as tecnologias previamente.

Essa aparente falta de colaboração parece equivocada a princípio, dada a visão geralmente positiva dos entrevistados em relação aos benefícios da coordenação entre as equipes de TI e as áreas de negócio. Notavelmente, as empresas nas quais existe a colaboração entre as equipes estão muito mais confiantes para superar os desafios da transformação digital. 89% dos que colaboram dizem estar confiantes para superar obstáculos, em comparação com 55% dos que não colaboram.

Outro fator a ser considerado quando analisamos os resultados da transformação digital é o tempo em si. Para as empresas que iniciaram suas iniciativas há um ou dois anos, 42% estão percebendo os benefícios da transformação digital. Já para as empresas que possuem iniciativas de transformação digital há 3 anos ou mais, 63% dos entrevistados afirmam perceber os benefícios.

Fonte: TI Inside

Próximos Eventos