+55 (61) 9 7400-2446

Notícias

Entrada do Brasil no projeto Cern custaria 2% de um Maracanã

O governo brasileiro está sentado sobre o projeto de adesão do País ao Cern e a principal instituição de pesquisa no mundo diz que espera uma decisão política para aceitá-lo como membro.

O diretor-geral do Cern, Rolf Heuer, cobra de Brasília uma atitude e insiste que falta apenas “uma assinatura” do ministro de Ciência e Tecnologia, Aloizio Mercadante, para que o País entre para a elite da pesquisa científica mundial. “O Cern quer muito que o Brasil passe a fazer parte desse time”, disse.

Para fazer parte, o Brasil terá de pagar US$ 10 milhões (o equivalente a R$ 18 milhões) por ano ao Cern. Mas cientistas brasileiros e estrangeiros consultados pelo Estado alertam que a quantia é modesta em comparação ao acesso que o Brasil terá à ciência de ponta. O valor anual da contribuição brasileira representa 2% do custo da reforma do estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, para a Copa de 2014. A obra está orçada em R$ 859 milhões.

Fonte: Jornal O Estado de São Paulo

Próximos Eventos