Destaques

Empresa lança plataforma de inovação com aporte inicial de R$ 30 milhões

O grupo techtools, que tem atividades no Brasil, Estados Unidos, Canadá e Europa desde 1996, inaugura sua plataforma de inovação e se posiciona como um estúdio de co-criação e aceleração em diversos continentes. Atuando na transformação de ciência e tecnologia, geradas em universidades e centros de pesquisa e desenvolvimento do mundo todo, transforma inovação em startups ou produtos e serviços para organizações líderes em seus segmentos.

O grupo trabalha desde a concepção até a ida ao mercado de projetos de alto impacto social que transformam o futuro, melhorando a vida das pessoas. Oito startups já estão sendo co-criadas e pelo menos outras quatro empresas serão aceleradas até o final do ano dentro desta plataforma.

A estrutura está dividida em quatro unidades que conferem mais agilidade e flexibilidade para os projetos em diferentes estágios:

JGI – holding de investimentos que aplica recursos próprios e de terceiros em inovação. É especializada em transações que viabilizam a transformação de propriedade intelectual, direitos comerciais e participações acionárias em rentabilidade para investidores.

Supernova Hub – ecossistema que promove o encontro entre indústrias e startups para novas conexões que fomentam a inovação, o desenvolvimento de novos produtos e serviços e a internacionalização de tecnologias.Oferece diversos serviços para garantir agilidade, eficiência, conhecimento e uma rede valiosa de relacionamento no mercado de inovação. É também um espaço de apoio para empresas investidas com base fora da cidade de São Paulo.

techtools innovation engineering -núcleo de expertise em gestão da inovação para a construção do processo de ida ao mercado e globalização dos negócios em segmentos de alto impacto, com mais eficiência, em menos tempo e com economia de recursos.

techtools technology – núcleo de expertise e tendências tecnológicas com foco na criação e replicação das melhores plataformas e sistemas tecnológicos com foco em soluções de: blockchain, inteligência artificial, gamificação, realidade virtual e aumentada, internet das coisas, entre outras.

Segundo Jeff Plentz, presidente do grupo techtools, “a geração de propriedade intelectual (artigos e patentes) no mundo é bem maior do que o impacto gerado pelo real uso desses conhecimentos para proporcionar bem estar às pessoas e o meio onde vivemos. Por isso apostamos neste modelo de negócios que levou três anos para ser desenvolvido e nos posiciona de forma única no mundo. Para garantir a geração de valor por meio das nossas conexões e métodos da techtools, o grupo conta com alianças estratégicas com a GE Healthcare Partners, Pilot Lite Ventures, InovaIncor (Fundação Zerbini e Incor), Invest Partners, JPM Participações, FINVEST, BCA, Carbisa e Escola de Educação Permanente do HCFMUSP”.

Aporte financeiro

Recém-lançada, a plataforma já captou R$30 milhões. Parte dos recursos são próprios e também de grandes investidores e famílias. O JGI é o responsável por gerir as participações nas empresas investidas e, ao todo, o grupo possui R$ 50 milhões em equities nas 12 empresas.

Investidas

As startups trazem melhorias para a sociedade nas áreas de saúde, segurança, agricultura e tecnologia. Algumas das empresas que fazem parte da plataforma são: Revo, Interactivity, Melrisk, Eirene, entre outras.

A Revo, empresa que atua na área de inovação e desenvolvimento protético, idealizou e produziu uma prótese de pé com material tão leve quanto a fibra de carbono, muito resistente e com preço 40% abaixo da concorrência. O projeto foi premiado pelo governo americano, MIT, Forbes, Endeavor e FGV pelo alto impacto social que proporciona.

Empresa de engenharia especializada em soluções para o uso consciente da água, a Hidrocicle elaborou um projeto de aeração que gera economia de água e energia acima de 40% no uso doméstico ou industrial, sendo possível dispensar a utilização de químicos no processo.

A Melrisk é uma empresa certificadora de informações de identidade, cujo foco é a garantia de identificação em transações por meio digital em conexão com os órgãos públicos competentes, para assimgarantir a proteção e a exatidão dos dados. A companhia é parceira do High Technology Crime Investigation Association (HTCIA), uma das maiores e mais respeitadas organizações internacionais dedicadas à prevenção e investigação de crimes envolvendo alta tecnologia.

Plataforma de educação e inovação em saúde, a Interactivity promove a gestão de expectativas entre as oportunidades de capacitação e o impacto na vida pessoal e profissional do participante, permitindo aumentar a qualidade dos treinamentos para gerar a ampla adoção de inovação pelos profissionais de saúde. A empresa mantem uma aliança estratégica com a Escola de Educação Permanente do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP.

Conselho consultivo

Jeff Plentz, que fundou, desenvolveu e vendeu seis empresas nos últimos 14 anos para grupos privados e fundos de investimentos, montou um conselho consultivo com grandes nomes do mercado, academia e indústria e universo financeiro. E, como conselheiro consultivo principal, convidou o Prof. Dr. Scott W. Atlas para assumir esta cadeira.

Scott é membro sênior na Hoover Institution da Universidade de Stanford, foi conselheiro na área da saúde para candidatos à presidência dos Estados Unidos; além de integrar, por vários anos, o Comitê de nomeação do Prêmio Nobel de Medicina e Fisiologia.

Já Plentz, participou da concepção à venda de algumas empresas, negociando com fundos de venture capital e private equity. Há 25 anos atua nas áreas de negócios, inovação, relações governamentais e consultoria. Atualmente, representa a América Latina no comitê e-Skill da Comissão Européia e é consultor de políticas públicas de órgãos do governo. O executivo estudou na Universidade Mackenzie, PUC-SP, EAESP-FGV e na Universidade da Califórnia (Irvine – EUA).

Juntos com eles, o conselho consultivo é formado com Jan Jarne, Luiz Cláudio Souza, Luiz De Luca e Nelson Almoualem.

Fonte: TI Inside

Próximos Eventos