+55 (61) 9 7400-2446

Destaques

Em reunião com diretoria do CONSECTI, Marcos Pontes articula estratégia nacional de CT&I

Um dia após se reunir com a diretoria do Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (CONFAP), o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, astronauta Marcos Pontes, participou nesta sexta-feira (26), de uma videoconferência com a diretoria do Conselho Nacional de Secretários para Assuntos de Ciência e Tecnologia (CONSECTI). O encontro com os diretores dos dois Conselhos faz parte de um projeto de desenvolvimento da ciência e tecnologia de forma articulada.

“Com os recursos do FNDCT [Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – FNDCT] podemos e devemos trabalhar em conjunto de maneira sinérgica para uma Estratégia Nacional de desenvolvimento a nível federal e estadual da ciência e tecnologia. O avanço da tecnologia e das pesquisas irá ajudar muito na retomada econômica que o país precisa”, avaliou Pontes.

Para o secretário de Pesquisa e Formação Científica, do MCTI, Marcelo Morales, a expectativa da liberação do recurso do FNDCT propicia o momento correto de promover essa articulação entre o MCTI e os secretários de Ciência e Tecnologia. Durante o encontro Morales repassou uma boa notícia aos diretores do CONSECTI. “Queremos lançar ainda em 2021 o edital da Chamada Universal de pesquisas com duração de dois anos”, revelou. O objetivo da Chamada Universal é democratizar o fomento à pesquisa científica e tecnológica no país, contemplando todas as áreas do conhecimento. Com o contingenciamento do recurso do FNDCT, a última chamada havia sido realizada em 2018.

Outra notícia importante anunciada pelo secretário da SEPEF foi a liberação – condicionada ao recebimento dos recursos do FNDCT – de um incremento de 30% nos recursos dos atuais Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia (INCT) e preparação para o novo edital dos INCTs durante o ano de 2022. “Os INCTs são estratégicos para o desenvolvimento da pesquisa e da ciência no País e nos estados”, afirmou.

Na mesma linha proposta pelo ministro, de unir forças, a presidente do CONSECTI, Patrícia Ellen, sugeriu que fosse retomado o Comitê Executivo entre o MCTI, CONSECTI e CONFAP para ações estratégicas em conjunto. “É importante alinharmos essas estratégias de desenvolvimento da C&T em conjunto. Fizemos recentemente reuniões com os secretários do MCTI para identificar as pautas urgentes e é sempre importante estarmos em contato nesta parceria. A ciência e tecnologia podem contribuir muito com a retomada econômica pós-Covid”, destacou.

O vice-presidente do CONSECTI, Rodrigo Rossiter fez questão de deixar claro que o Conselho está à disposição do ministério. “O MCTI precisa utilizar mais o CONSECTI. Podemos contribuir muito nas formulações de políticas públicas de C&T. Cada região possui suas especificações e precisamos dessa união para desenvolver o Brasil como um todo e colocar a C&T em evidência”, avaliou.

Também estiveram presentes na reunião o 2º vice-presidente do CONSECTI, Rafael Pontes (AP) e os diretores regionais: da região norte: Carlos Maneschy (PA), da região nordeste, Inácio Arruda (CE), da regional centro-oeste, Márcio César Pereira (GO), da regional sudeste, Denio Rebello Arantes (ES) e da regional sul, Aldo Bona (PR).

Fonte: MCTI em 29/03/2021

Próximos Eventos