Notícias

Em parceria, Canadá e Brasil oferecem bolsas para pesquisadores e estudantes de doutorado

Até 31de março, pesquisadores brasileiros e canadenses podem se inscrever para um novo programa em apoio às pesquisas colaborativas financiadas em parceria pelo Brasil e pelo Canadá: o Bolsas Canadá- Brasil – Projetos Conjuntos de Pesquisa.

Destinado às instituições de nível superior, este programa visa estimular a colaboração entre equipes de pesquisa dos dois países, apoiando projetos de pesquisa conjuntos realizados por instituições de ensino superior do Canadá e do Brasil, em áreas estratégicas como governança democrática, geração de riqueza, segurança, ciência e tecnologia.

As equipes de pesquisa devem ser formadas por um professor coordenador e no máximo cinco estudantes de doutorado por projeto. Cada doutorando receberá 8,4 mil dólares canadenses para uma estadia de seis meses no Canadá – esses recursos ajudarão a cobrir os custos de subsistência, os vistos e as taxas de administração escolares, além da passagem aérea e do plano de saúde.  O professor coordenador do projeto poderá receber, mediante solicitação, 3 mil dólares canadenses para fazer uma visita de dez dias ao Canadá.

A duração do projeto é 24 meses: de setembro de 2011 a setembro de 2013. O financiamento será concedido pelo Governo do Canadá por meio do Escritório Canadense de Educação Internacional (CBIE).

Em contrapartida, o governo brasileiro, por intermédio da Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior  (CAPES), financiará no Brasil as mesmas despesas para um grupo de até cinco doutorandos canadenses por projeto. O coordenador canadense também poderá receber, mediante solicitação, recursos para fazer uma visita de dez dias ao Brasil.

Os pesquisadores brasileiros devem se inscrever por intermédio da CAPES, que prevê publicar um edital até a terceira semana de fevereiro”. No entanto, é importante que os grupos de pesquisa que pretendem trabalhar juntos apresentem propostas alinhadas. Os coodernadores brasileiros e canadenses devem devem concordar sobre as duas propostas paralelamente.

“Trata-se de uma iniciativa para intensificar as relações institucionais e uma maior mobilidade docente e discente, no âmbito de projetos conjuntos”, observa o assessor para assuntos de educação da Embaixada do Canadá, Luiz Miguel da Rocha.

Este é o primeiro edital decorrente do memorando de entendimento assinado em agosto de 2010 entre o Ministério das Relações Exteriores e. Comércio Internacional (DFAIT) e a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior  (CAPES), que vem a reforçar a cooperação no campo da ciência, tecnologia e inovação. A expectativa dos governos canadense e brasileiro é de que os projetos resultem em mais publicações, intercämbio científico e em uma cooperação bilateral mais intensa.

Mais informações em inglês :

http://www.scholarships.gc.ca/academicinstitutionsCBAJRPcdn-etablissementBCBPdRCcdn-eng.aspx

Mais informações em francês :

http://www.scholarships.gc.ca/etablissementBCBPdRCcdn-academicinstitutionsCBAJRPcdn-fra.aspx

Fonte: Assessoria de Comunicação da Embaixada do Canadá no Brasil de 04/02/2011

Próximos Eventos