Notícias

Diretores do SEBRAE defendem investimento em gestão e inovação

Ambiente favorável, taxas de crescimento robustas e ciclo de desenvolvimento sustentado. O atual cenário econômico brasileiro coloca novos desafios para as micro e pequenas empresas. O diretor-técnico do instituição, Carlos Alberto dos Santos, reconduzido ao cargo nesta quarta-feira (9), afirma que os desafios serão enfrentados com o conhecimento de 38 anos do Sebrae e com a continuidade na atuação em duas grandes agendas: gestão e inovação.

“Na gestão sempre existem deficiências que não deveriam existir. Assim como também é sempre possível fazer melhor. E esse é o papel da agência de desenvolvimento Sebrae. Já a inovação é uma agenda de qualidade superior frente aos desafios que a própria conjuntura coloca. São desafios qualitativamente superior e que vamos enfrentá-los”, disse Carlos Alberto.

Já o diretor financeiro do Sebrae, José Claudio dos Santos, também reconduzido ao cargo, avalia que as micro e pequenas empresas precisam estar preparadas para atender às demandas que virão de setores, como construção civil, petróleo e gás, turismo e produção associada. “Precisamos fortalecer o trabalho de formalização dos empreendedores individuais, trabalhar pela ampliação das faixas de enquadramento das empresas no Simples Nacional, criado pela Lei Geral, e intensificar o trabalho de capacitação”, comentou.

José Claudio também chamou a atenção para a necessidade de investir em inovação e nas ‘moedas do futuro’, como ele se refere à sustentabilidade ambiental, tecnologia, conhecimento, gestão e educação. “São nesses aspectos que temos que investir para fortalecer o Sistema Sebrae e por conseqüência fortalecer as pequenas empresas”, ressaltou.

Repercussão – Diversos dirigentes do Sistema Sebrae prestigiaram a solenidade de posse do presidente do Conselho Deliberativo Nacional e da diretoria executiva. Na ocasião, o superintendente da entidade em São Paulo, Breno Caetano, disse que agora há uma expectativa em ampliar as parcerias e programas. “É importante aproveitar esse bom momento econômico para fazer com que as micro e pequenas empresas aumentem sua participação no PIB e que haja mais formalizações”.

O superintendente do Sebrae na Bahia, Edvaldo Passos, lembrou que, em 2010, a instituição trabalhou para estabelecer as metas do Sistema Sebrae, fato que deu mais transparência e dinamismo ao trabalho.

Para Zeca Melo, do Sebrae no Rio Grande do Norte, a nova diretoria empossada é extremamente qualificada, e o atual momento exige trabalhar a inovação e ampliar o limite do Super Simples.

O superintendente do Sebrae na Paraíba, Junior Rafael, afirma que o tema gestão está na pauta do país, o que ressalta o papel do Sebrae. “Os desafios estão postos, cabe a nós construir as respostas.

Fonte: Agência Sebrae de 09/02/2011

Próximos Eventos