+55 (61) 9 7400-2446

Notícias

Crise abre brechas para ‘importações predatórias’, diz Mercadante

O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Aloizio Mercadante, afirmou nesta sexta-feira, 9, que a crise internacional abre brechas para “importações predatórias”. Ele fez a declaração ao comentar a constatação da Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee), em seu balanço anual, de casos de importações de celulares a preços entre US$ 10 e US$ 15 neste ano. “Isso é dumping, e o Brasil não vai permitir que isso aconteça”, disse.

Segundo Mercadante, o governo brasileiro usará todos os instrumentos previstos nas regras de comércio internacional para proteger a indústria brasileira de situações como essa. “Inclusive vamos discutir política cambial e defesa comercial.”

Mercadante disse ainda que o Brasil não pode ser questionado por protecionismo. “Não lideramos a lista de países protecionistas da OMC (Organização Mundial do Comércio), estamos bem abaixo dos Estados Unidos e da China”, afirmou. “O Brasil hoje é um alvo porque poucos países conseguem manter o dinamismo do mercado interno como nós”, acrescentou.

Sobre a intenção do governo de exigir mais conteúdo local na indústria automobilística e de tecnologia, o ministro afirmou que o mecanismo não tem data para ser implementado, pois precisa passar por negociações, inclusive no âmbito do Mercosul. “Essas negociações são necessárias porque temos conceitos que são intrazona. Quando passamos a exigir conteúdo local, temos antes que negociar com o Mercosul.”

Fonte: Jornal O Estado de São Paulo

Próximos Eventos