+55 (61) 9 7400-2446

Notícias

CPQD inaugura laboratório de testes para redes 5G

O Brasil ganha um novo espaço de última geração para testes relacionados a redes de comunicação, com ênfase no 5G e em novas tecnologias. Trata-se do Complexo Laboratorial de Conectividade do Centro de Pesquisa de Desenvolvimento Tecnológico em Telecomunicações (CPQD), em Campinas, São Paulo.  A inauguração, realizada nesta sexta-feira, 8, contou com a participação de representantes do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), que é parceiro do CPQD por meio da Financiadora de Inovação e Pesquisa (Finep), e da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii), instituições vinculadas à pasta.

O complexo reúne em um ambiente moderno, seguro e integrado diversas áreas responsáveis por ensaios em equipamentos, redes e sistemas de comunicação. A intenção é aumentar a interação entre essas áreas e, ao mesmo tempo, abrir espaço para a oferta de novos serviços laboratoriais destinados a atender demandas decorrentes da introdução de novas tecnologias no mercado – como 5G e OpenRAN, além de análises de cibersegurança de redes, por exemplo.

O secretário de Empreendedorismo e Inovação do MCTI, Paulo Alvim, afirmou que o CPQD é um parceiro histórico do MCTI que contribui significativamente para o país. “Cada vez mais fazemos ciência e tecnologia no país em parceria com o setor privado, integrando a competência instalada na ciência brasileira”. Segundo ele, o 5G vai gerar uma janela de oportunidades no país e são necessários laboratórios que testem soluções tecnológicas e todo o ambiente de operação da nova tecnologia. “Essa iniciativa é ação concreta dessa integração de iniciativas e o quanto a ciência, a tecnologia e a inovação podem contribuir para a expansão da conectividade no Brasil”, afirmou.

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, lembrou que o 5G vai chegar em breve ao Brasil, a partir do leilão que será realizado em 4 de novembro. Segundo ele, em 2019 o país ainda tinha 48 milhões de brasileiros sem acesso à internet. “Cerca de 80% do valor arrecadado com o leilão do 5G, cerca de R$ 40 bilhões, serão investidos no setor de telecomunicações. Vai resolver, de uma vez por todas, o deserto digital no Brasil.”

Soluções

No complexo do CPQD estarão reunidos pesquisadores e desenvolvedores de diferentes áreas que promovem ensaios em equipamentos e em elementos de redes de comunicação. O ambiente inovador, moderno e seguro irá potencializar as aplicações do 5G em diversos setores. A inauguração do Complexo Laboratorial de Conectividade faz parte dos eventos que marcam os 45 anos do CPQD.

Concebido com base em conceitos da metodologia Lean – que tem como foco o ganho de eficiência e a eliminação de desperdícios -, o novo Complexo Laboratorial de Conectividade do CPQD abriga quatro ambientes dotados de infraestrutura para a realização dos seguintes serviços: Ensaios de Radiofrequência; Ensaios de Compatibilidade Eletromagnética; Ensaios de segurança, desempenho e interoperabilidade; e Medição de SAR (Specific Absorption Rate, ou Taxa de Absorção Específica)

O diretor de Inovação do CPQD, Paulo Curado, ressaltou que o laboratório é o mais completo para avaliação de desenvolvimento e desempenho de certificação de conectividade, principalmente relacionado à tecnologia 5G. “Ter um laboratório desses no Brasil possibilita atender uma demanda muito grande da indústria para testar e avaliar soluções nas áreas de agricultura, saúde e cidades. A gente com isso vai contribuir para a transformação digital do país, que a nossa população tanto precisa”. 

O evento teve a presença de clientes, parceiros, autoridades e outros convidados do CPQD, que assistiram à cerimônia no auditório – onde foi feito o descerramento da placa inaugural do novo complexo – e depois foram conhecer o prédio com os novos laboratórios. A mesa foi composta pelo presidente do CPQD Sebastião Sahão Júnior, ministro das Comunicações, Fábio Faria, pelo secretário executivo do MCTI Sérgio Freitas de Almeida, representando o ministro astronauta Marcos Pontes, pelo prefeito de Campinas Dário Saadi e pelo presidente do Conselho Curador do CPQD, Antônio Carlos Valente.

Investimentos do 5G vão universalizar internet no Brasil, diz ministro 

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, disse nesta sexta-feira,8, que o leilão do 5G vai garantir internet para todos os lugares do Brasil e acabar com os “desertos digitais”. “Todos os locais no Brasil, as pequenas vilas, todos eles receberão internet”, enfatizou ao participar da inauguração de um complexo de laboratórios de conectividade no Centro de Pesquisa de Desenvolvimento Tecnológico em Telecomunicações (CPQD), em Campinas. 

O leilão das quatro faixas de frequência por onde trafegam os dados do 5G está previsto para acontecer no dia 4 de novembro. A tecnologia permite o envio de uma quantidade maior de dados com um tempo menor de resposta, permitindo a conexão de diversos equipamentos e máquinas. 

Segundo o ministro, dos mais de R$ 49 bilhões previstos para serem arrecadados com o leilão, a maior parte será investida em infraestrutura. “Será um leilão estimado em R$ 49 bilhões. 80% desse valor, cerca de R$ 40 bilhões serão investidos no setor de telecom. Vai resolver de uma vez por todas o deserto digital no Brasil”, acrescentou. 

O modelo, destinando os recursos diretamente para os investimentos, também garante, de acordo com Faria, a melhor aplicação do dinheiro. “Não tem mais aquele risco do dinheiro entrar para o Executivo, aí vai, muda o ministro, e o retorno para o setor não volta”, disse. 

O ministro disse que o CPQD, poderá ajudar o Brasil a desenvolver e até exportar tecnologias relacionadas à implementação do 5G. “O CPQD tem muita coisa para contribuir com o 5G no Brasil, com internet das coisas. O Brasil tem tudo para ser um exportador de soluções”, destacou. As informações são da Agência Brasil.

Fonte: TI Inside em 13/10/2021

Próximos Eventos