+55 (61) 9 7400-2446

Notícias

CPqD aposta em app móvel para governos

O CPqD quer aproveitar a sua expertise com projetos de cidades digitais e atender também a demanda de governos municipais e estaduais por aplicativos móveis que sirvam tanto para a comunicação com os cidadãos quanto para uso interno de gestores. A instituição apresentou nesta sexta-feira, 18, durante o evento Conip 2011, no Rio de Janeiro, um protótipo de app móvel para órgãos públicos. “Está acontecendo uma migração do e-cidadão para o m-cidadão”, comentou Marcos Marques, pesquisador e consultor do CPqD.

O software desenvolvido deve ser integrado com os sistemas de TI de um governo para permitir, por exemplo, que o cidadão faça consultas a processos administrativos ou realize a matrícula de seu filho em uma escola pública. Também é possível incluir informações sobre o trânsito, sobre o sistema de saúde ou mesmo conteúdos turísticos, como opções de lazer e a agenda cultural. Outra funcionalidade consiste na oferta de um canal de comunicação para que os habitantes realizem denúncias ou reclamações, enviadas na forma de texto, imagem ou voz, por dentro do aplicativo.

O CPqD criou ainda um módulo voltado para os gestores públicos, onde estes podem acompanhar na tela de seus smartphones ou tablets informações em tempo real das diversas secretarias de governo. Esse módulo é uma adaptação de um aplicativo corporativo criado pela instituição e que já é utilizado pelo setor privado. Um dos clientes é a Eletropaulo. Ainda não houve nenhuma implementação do app do CPqD por órgãos governamentais.

Vale lembrar que a solução do CPqD não é inédita no Brasil. A cidade do Rio de Janeiro lançou este ano um aplicativo para iPhone que consiste exatamente em um canal de comunicação com o cidadão carioca, que pode alertar a prefeitura sobre problemas em semáforos, buracos no asfalto, podas de árvores, iluminação pública, focos de dengue etc.

Fonte: Teletime

Próximos Eventos