Notícias

Computação em nuvem deve criar quase 14 milhões de empregos até 2015

O mercado de computação em nuvem tem potencial para gerar quase 14 milhões de empregos em todo o mundo nos próximos três anos. É o que indica um estudo encomendado pela Microsoft e realizado pela consultoria IDC.

A pesquisa estima que, no ano passado, o setor tenha proporcionado a empresas de todos os tamanhos uma geração de 1,5 milhão de novos empregos e uma receita de US$ 400 bilhões. Ainda assim, o IDC reforça que o setor de computação em nuvem ainda é modesto em relação ao mercado de tecnologia, que movimentou US$ 1,7 trilhão em 2011.

Para 2012, o estudo estima que 6,7 milhões de novas vagas sejam criadas. O estudo mede o crescimento do mercado de computação em nuvem como um todo, o que significa que as vagas não representam apenas profissionais da área de TI, mas são destinadas a diversas áreas, como marketing, vendas, produção e administração.

Mais da metade dos novos empregos que devem surgir até 2015 serão gerados por em empresas de até 500 funcionários e uma boa parte (6,7 milhões) estará na China e na Índia. O estudo não incluiu a América Latina. Os setores de finanças, comunicação e indústria serão os que mais apresentarão novos empregos, sendo responsáveis por quase um milhão de postos, cada um, até 2015.

Fonte: Valor Econômico

Próximos Eventos