+55 (61) 4101-6508 / 4101-6509

Notícias

Centro de Treinamento Técnico do Ceará deve capacitar 4 mil ainda em 2011

Com 21,7% de suas obras executadas, o Centro de Treinamento Técnico do Ceará (CTTC) tem previsão para operar em agosto deste ano. Situado no entroncamento das rodovias CE 085 (Estruturante) e CE 422, no município de Caucaia, o local promoverá a capacitação e a formação de mão-de-obra básica e continuada para atender às demandas da refinaria, siderúrgica e termoelétrica que devem se formar no Complexo Industrial Portuário do Pecém (Cipp).

Ainda em 2011, a expectativa da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Ceará (Secitece) é de que sejam capacitadas quatro mil pessoas, através de cursos nas áreas de construção civil e eletromecânica, com cargas horárias que variam de 60h a 240h. Serão aproximadamente 160 turmas, divididas nos turnos manhã, tarde e noite.

Segundo o setor de fiscalização de obras do Departamento de Edificações e Rodovias (DER), a construção do CTTC obedece ao cronograma, tendo sido executados os serviços de fundações de concreto com pilares, iniciados todos os 10 blocos, com serviço de concretagem praticamente concluído, alvenaria já iniciada e concretagem de laje. A caixa d´água também já tem os serviços de concretagem começados.

Das atividades que estão sendo executadas, o secretário de Ciência e Tecnologia, René Barreira, informa que, no momento, estão concluídas 40% das obras de alvenaria das salas de laboratório, da laje da área de convivência e do vigamento superior do almoxarifado.

“Serão treinadas em torno de 12 mil pessoas por ano, na qual serão beneficiadas indiretamente a família dos egressos. Considerando-se uma média de quatro pessoas por família, teremos um total de 48 mil beneficiados”, prevê o secretário.

O investimento global do CTTC é de R$ 26.690.765,22 – incluindo obra e equipamentos -, sendo R$ 14.700,000,00 oriundos do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) destinados a obra e recursos da ordem de R$ 11.990.765,22 dos cofres do Governo do Estado, para a compra de equipamentos.

Inovação
O Centro Tecnológico é a primeira obra do Brasil a utilizar o sistema americano Titan HV, importado pela empresa Oeste Formas. Solução inovadora de escoramento para construção civil, o Titan HV está sendo utilizado em 30% da obra. “O bom desse sistema é que se economiza em tempo, até 25% de redução ante um sistema convencional”, garante o engenheiro responsável pela obra, Alcyr de Castro Araújo Neto. Entre pedreiros, carpinteiros, serventes e outros, a obra emprega cerca de 160 trabalhadores.

O sistema Titan HV é conhecido por trazer rapidez e segurança para os empreendimentos, através de uma montagem modular com vigas primárias e secundárias de alumínio, totalmente de encaixe.

“O mercado pedia um produto como este pela necessidade de construções mais rápidas, devido ao aumento da demanda na construção civil”, afirma o administrador da Oeste Formas, Rodrigo Felício.

De acordo com ele, além da economia de tempo, essa tecnologia reduz a necessidade de mão-de-obra.

“São necessários somente três funcionários e um dia para se montar uma área de 500 m², enquanto que em um sistema comum são necessários até sete operários e o tempo gasto pode chegar a quatro dias. Por isso, o desempenho do produto é considerado até 45% superior aos outros equipamentos para escoramento existentes no mercado”, explica Rodrigo.

Projetos estruturantes
A expectativa é de que o Cipp chegue a demandar, com os novos projetos estruturantes e com as indústrias que virão atraídas por estes, mão-de-obra superior a 121 mil empregos, entre diretos e indiretos. Somente na Companhia Siderúrgica de Pecém (CSP), serão gerados mais de 15 mil empregos diretos durante o período de construção e, durante a operação, quando precisará ainda mais de pessoal qualificado, serão outros quatro mil diretos.

Para a refinaria Premium II, serão cerca de 7.500 na fase de operação. O CTTC deverá contribuir para reduzir essa carência. O órgão será gerenciado pelo Centro de Ensino Tecnológico do Ceará (Centec).

Em sua estrutura de 9.277 m² serão ofertados cursos nas seguintes áreas: pedreiro, carpinteiro, auxiliar de soldagem, eletricista predial, armador de estrutura de concreto, soldagem, pintura industrial, eletricista de instalações industriais, ajudante de obras civis, bombeiro hidráulico, informática operacional, montagem de estruturas metálicas, soldador, torneiro mecânico, entre outros, todos voltados para a formação inicial e continuada.

Oportunidade
“Serão treinadas 12 mil pessoas por ano, e beneficiadas indiretamente 48 mil”

René Barreira
Secretário de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Ceará

Fonte:
Diário do Nordeste
Editoria: Negócios
Data: 13/01/11

Compartilhe:

    Próximos Eventos