Destaques

Capes diz que estudantes e pesquisadores com bolsa em vigor terão auxílio mantido

Os programas de pós-graduação melhores avaliados do país, com notas 6 e 7, não serão atingidos pelo bloqueio de bolsas promovido pelo Ministério da Educação.

A informação foi dada pelo presidente da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), Anderson Correia, em entrevista coletiva realizada, nessa quinta-feira (9), em Brasília.

Ainda segundo Correia, todos os estudantes e pesquisadores que têm bolsa da Capes em vigor terão os auxílios financeiros mantidos.

A afirmação foi feita após o Ministério da Educação ter bloqueado, esta semana, bolsas não ativas de cursos de todo o país. A iniciativa gerou questionamentos por parte das universidades federais e entidades de professores e estudantes.

Segundo Correia, a suspensão atingiu cerca de 3,5 mil bolsas ociosas, ou seja, que não estavam sendo utilizadas, o que equivale a 1,75% do total de 200 mil benefícios deste tipo cadastrados na Capes.

Ele justificou a decisão como parte dos cortes que o governo federal tem promovido em todas as pastas e áreas do Executivo Federal. A economia com a suspensão seria de R$ 50 milhões.

De acordo com Correia, mais medidas estão em estudo, como a redução de novas bolsas de programas mal avaliados.

Em nota, a Associação Nacional de Pós-Graduandos afirmou que o bloqueio tem deixado a comunidade acadêmica aflita e temerosa quanto ao futuro, já que essas bolsas de estudos são a única fonte de renda para os estudantes que pretendem se dedicar integralmente à produção científica do país.

Fonte EBC

Próximos Eventos