+55 (61) 9 7400-2446

Notícias

Brasileira acusa chinesa de roubar códigos de software

Cliente processa empresa asiática, a maior produtora de turbinas eólicas do mundo.

A empresa brasileira Desenvix, de energia renovável, abriu um processo judicial contra a chinesa Sinovel, segunda maior produtora de turbinas eólicas do mundo. A Desenvix, um dos maiores clientes da fabricante chinesa, acusa a companhia de roubar códigos de softwares que ligam as turbinas.

Com o processo, aberto na Justiça brasileira em 6 de julho, a empresa de energia quer que a Sinovel forneça os códigos das 23 turbinas que comprou no ano passado. Para a brasileira, os códigos foram roubados da fabricante norte-americana de componentes AMSC.

Os códigos de software já são tema de uma longa disputa judicial entre a AMSC e a Sinovel – a americana processa a Sinovel em diversas cortes chinesas por roubo de propriedade intelectual.

No início deste ano, a AMSC também arquivou um processo no Brasil contra a Desenvix, solicitando o acesso aos códigos das turbinas que agora pertencem à chinesa, o que forçou a empresa brasileira a abrir o seu próprio processo.

As fabricantes chinesas de turbinas eólicas cresceram rapidamente nos últimos cinco anos e agora estão entre as maiores do mundo. Mas a Sinovel, maior empresa chinesa do ramo, tropeçou nos esforços de expandir os negócios fora da China, por causa de preocupações sobre a qualidade de suas turbinas e por suas disputas na Justiça contra a AMSC.

Sinovel e Desenvix se recusaram a comentar o assunto.

Fonte: Folha de São Paulo

Próximos Eventos