+55 (61) 9 7400-2446

Notícias

Brasil precisa avançar na maturidade digital para ter mais competitividade

Ao participar do Painel Telebrasil 2021, nesta terça-feira, 21/09, o secretário especial do Ministério da Economia, Carlos da Costa, sustentou que a maturidade digital é requisito essencial para o Brasil avançar na competitividade. Ele lembrou que um avanço de 20% na digitalização, corresponde a um incremento de 5,2% na produtividade.

“Fizemos muito nos últimos três anos e o Brasil foi um dos três países que mais cresceu em competitividade digital nos últimos três anos, mas ainda temos muito por fazer. A infraestrutura é muito relevante, mas temos de ter empresas e pessoas preparadas para usar a digitalização”, afirmou.

Carlos da Costa ressaltou que existem quatro agendas sendo trabalhadas neste momento: a definição de uma lei padrão para a instalação de antenas, para dar mais segurança jurídica aos investimentos. “Sabemos que ter uma regra padrão é essencial para avançarmos com a expansão da banda larga”, detalhou. O segund ponto da agenda é a racionalização da tributação.

Segundo o executivo, uma consultoria foi contratada e avança rapidamente em um estudo para se tentar reduzir a tributação imposta ao setor de telecomunicações. “Precisamos desonerar o setor e racionalizar os tributos. Telecom é um dos setores mais tributados no Brasil e precisamos pensar numa redução para viabilizarmos o 5G”, antecipou. 

O terceiro ponto é o compartilhamento de postes- onde há divergências entre os entes de energia e telecomunicações. “Temos ciência que o compartilhamento de infraestrutura é fundamental e temos de chegar a um consenso”, observou. E o quarto e último ponto da agenda é a viabilização de smart grids em todo o território brasileiro para fomentar a indústria 4.0. “Queremos entregar resultados dessas agendas nos próximos meses”, frisou.

Fonte: Convergência Digital em 22/09/2021

Próximos Eventos