Destaques

Brasil leva seis alunos de TICs para a semifinal mundial do Huawei ICT Competition

Pela primeira vez participando da competição Huawei ICT, que está na sua quarta edição e reúne mais de 100 mil estudantes do mundo, o Brasil terá seis alunos de TICs na semifinal da disputa, que acontece no México. Se passarem dessa etapa, em maio, os brasileiros vão para a China, disputar a grande final. A edição 2017/2018 reuniu mais de 80 mil estudantes de 30 países.

Para o responsável pela participação brasileira na ICT Competition, Merivaldo Santos, o maior desafio nacional foi mostrar que a Huawei não era apenas uma empresa fornecedora de infraestrutura para operadoras de telecomunicações. Exatamente por isso, houve a escolha de duas tracks para a seleção dos alunos: cloud e redes.

“Cloud e redes são as estruturas que formam TICs. São as tracks que dão infraestrutura e serviços para os consumidores”, observa Merivaldo Silva, em entrevista ao Convergência Digital. Aos jovens, o especialista diz que o momento é o de se preocupar com certificações capazes de diferencia-los no mercado. A Huawei, por exemplo, amadureceu o seu processo e criou os programas HAINA (Huawei Authorized Information & Network Academy) e HANA (Huawei Authorized Network Academy).

No processo brasileiro, 1000 estudantes se inscreveram para a competição. Desses foram selecionados 50 para um teste inicial, 20 foram para a fase de seleção final para chegar ao time de seis alunos que vão para o México. Segundo Merivaldo Santos, há um equilíbrio entre redes e cloud nos alunos selecionados. “O jovem tem de escolher o que gosta de trabalhar, principalmente, aquele que está em TICs. Depois ele parte para a especialização”, observa Santos. Assistam a entrevista com Merivaldo Silva.

Fonte: Convergência Digital

Próximos Eventos