+55 (61) 9 7400-2446

Destaques

Brasil ganha 17 posições no ranking de países atrativos para empresas britânicas no setor de tech

A TechNation, plataforma para empresas de tecnologia, lançou recentemente o relatório Unlocking Global Tech, que avalia o valor das exportações britânicas de tecnologia digital e explora as oportunidades e os desafios para que empresas do ramo cresçam e se expandam globalmente após a Covid-19.

Segundo o relatório, o Reino Unido é o quinto maior exportador do mundo de serviços relacionados a tecnologia digital, tendo gerado £23.3 bilhões em 2019, ficando atrás apenas da Índia, dos Estados Unidos, da China e da Alemanha nos rankings globais. Índia, Japão e Brasil apresentam os maiores níveis de crescimento em importações de tecnologia digital, com aumentos de 29%, 24% e 17% respectivamente entre 2018 e 2019.

Para observar onde estão concentradas as oportunidades para crescimento de exportações de empresas do setor de tecnologia digital, a TechNation criou o Global Opportunities Index, lista com os 25 principais países onde as oportunidades de firmar negócios são mais atrativas.

Olhando para a América Latina

A diminuição de barreiras para negócios digitais foi o que definiu a abordagem inicial do Reino Unido em relação a negociações comerciais, desde quando deixou a União Europeia em 30 de janeiro de 2020. Assim, existe uma oportunidade significativa para o Reino Unido de desenvolver parcerias comerciais importantes com a América Latina. Apenas 69 empresas e quatro “unicórnios” de tecnologia britânicos estão atualmente presentes na região.

Para empresas britânicas do setor, o Brasil é um dos países que apresenta maior crescimento em termos de oportunidades, tendo subido 17 posições no ranking para oportunidades globais de tecnologia entre 2019 e 2020. No ranking atual, o Brasil entrou na lista de top 20 e foi o país que mais cresceu entre os primeiros 25 da lista.

“É um período muito interessante para o setor tecnológico britânico e o Global Opportunities Index da TechNation demonstra o rápido crescimento da importância do Brasil como um significativo parceiro futuro”, afirma Joanna Crellin, Enviada do Comércio do Governo Britânico para América Latina e Caribe.

Fundadores e lideranças governamentais e industriais britânicas estão se preparando para dobrar as exportações do setor tecnológico até 2025, após a pandemia da Covid-19 e a saída do país da União Europeia. Ao aumentar essas exportações, o setor de tecnologia do Reino Unido pode gerar uma contribuição econômica de £23 bilhões por ano até 2025 e tornar-se o líder global em exportações do setor.

Empresas britânicas estão em busca de parceiros brasileiros. Um exemplo de sucesso é a AGD, empresa britânica que fornece soluções em tempo real para sistemas de transportes inteligentes, que participou de eventos e missões organizados pelo Governo Britânico por todo o mundo. A empresa entrou em contato com o Governo Britânico no Brasil para avaliar o mercado e encontrar representantes locais que pudessem colaborar com sua entrada no país. A Parana Pumatronix, empresa brasileira reconhecida no setor, foi a escolhida para auxiliar esse processo e, desde 2016, as empresas têm colaborado para crescimento mútuo.

Fonte: TI Inside

Próximos Eventos