Destaques

Brasil falha na capacitação de mão de obra para indústria 4.0

O Brasil ainda está longe da chamada indústria 4.0, segundo pesquisa realizada pela Confederação Nacional da Indústria neste ano de 2018. O dado mais positivo é que a presença de pelo menos uma tecnologia digital passou de 63% para 73% do setor, mas a CNI alerta que quase 30% da produção fabril não se vale de nenhuma dessas tecnologias.

Entre as empresas entrevistadas pela CNI, apenas 48% reconhecem a importância das tecnologias digitais e pretendem investir em recursos da Indústria 4.0. Esse aparente desconhecimento ou desprezo pelas inovações também é medido no baixíssimo grau de utilização de robôs industriais no país.

Segundo dados da Federação Internacional de Robótica, enquanto a comercialização de robôs bateu recorde global no ano passado, com 381 mil vendidos e um estoque em operação de 1,8 milhão de unidades, o Brasil não representa praticamente nada nesse universo: com 1,5 mil robôs industriais, o Brasil tem 0,005% do mercado global dessas modernas ferramentas.

De acordo o estudo, o principal ponto fraco do Brasil na jornada rumo à indústria 4.0 está na formação profissional. “O desafio principal é a capacidade que o país venha a desenvolver de formar as pessoas com perfis competentes, adequados para esse novo patamar tecnológico”, ressalta o diretor nacional de Operações do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), Gustavo Leal.

Fonte: Convergência Digital

Próximos Eventos