Destaques

Brasil corre risco de ficar para trás em incentivos para data centers

O Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações voltou a defender a criação de um regime especial de tributação que favoreça a implantação de datacenters no país. Como ressaltou o secretário de telecomunicações André Borges ao participar do 3º Seminário Brasscom Políticas Públicas & Negócios, nesta quarta-feira, 14/03, o atraso em avançar nessa agenda já vai deixando o Brasil para trás.

“O Brasil até hoje não conta com uma política eficaz de atração e fomento a datacenter. Se não aprovarmos um programa como esse, os vizinhos o farão. A Argentina, que começou depois de nós, já está na frente. Não só não teremos mais essa atividade econômica no Brasil como vamos perder esse investimento para os vizinhos, como a própria Argentina e o Chile, porque não teremos condições de competir”, afirmou Borges.

O MCTIC, pontuou, tem alinhado um regime especial que ainda espera ver materializado em política. “Esse regime contempla incentivo tributário, mas não é renúncia porque estamos falando de uma atividade que ainda não existe. O grande desafio nosso é efetivamente corrigir o problema fiscal do país, mas ter em conta a necessidade de planejamento para o futuro. Não podemos apenas ficar fazendo economia, mas temos que fazer investimentos no país”, completou. Assistam a participação do Secretário de Telecomunicações do MCTIC, André Borges.

Fonte: Convergência Digital

Próximos Eventos