Destaques

BNDES, Senai e Embrapii destinam R$ 15 milhões para IoT na indústria

Empresas industriais terão apoio de até R$ 15 milhões para experimentar o uso de internet das coisas no processo produtivo. São recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial e da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial.

A chamada para seleção dos interessados em participar do programa será lançada na quinta, 8/11, em cerimônia na sede da Confederação Nacional da Indústria em São Paulo. O dinheiro deve ser aplicado na construção de ambientes de testes de soluções tecnológicas, como laboratórios, na compra de equipamentos nacionais, importados e de softwares, na remuneração da equipe, entre outras despesas necessárias para a realização dos projetos.

O prazo dos testbeds é de três anos, dos quais pelo menos dois anos serão de execução dos projetos. Os segmentos prioritários da chamada são as indústrias automotiva, têxtil, mineradora e de óleo e gás. Para o diretor-geral do Senai, Rafael Lucchesi, os benefícios serão generalizados, pois a estrutura a ser implantada na rede de Institutos Senai de Inovação ficará disponível para outras empresas de cada segmento atendido. “Os testbeds serão usados para difundir a internet das coisas, especialmente entre as pequenas e médias empresas, que não teriam condições de desenvolver tais tecnologias com recursos próprios.”

As empresas ou consórcios interessados em participar da chamada devem apresentar um plano de inovação com a proposta detalhada de montagem e operação das experiências. Cada projeto terá financiamento mínimo de R$ 1 milhão, dos quais serão destinados recursos não-reembolsáveis que poderão chegar a 50% dos itens financiáveis. A contrapartida das empresas poderá ser por meio de outros instrumentos de crédito do BNDES ou de parceria com os Institutos Senai de Inovação.

Fonte: Convergência Digital

Próximos Eventos