+55 (61) 9 7400-2446

Notícias

Após boicote, editora decide reduzir preço de artigos científicos

A Elsevier, a maior editora de periódicos científicos, anunciou a redução do preço de artigos, mas só os de matemática, que cai de cerca de R$ 45 para R$ 18,6.

A decisão ocorre após um boicote coletivo de pesquisadores contra a empresa, que cobrava caro para os pesquisadores publicarem um artigo e, depois, cobrava o acesso ao conteúdo das publicações.

O boicote foi sugerido pela primeira vez em janeiro pelo matemático Timothy Gowers, da Universidade de Cambridge, em seu blog.

O também matemático Tyler Neylon, que fez doutorado na Universidade de Nova York e hoje trabalha em uma empresa que ele fundou, organizou um abaixo-assinado on-line contra a Elsevier

O documento reuniu na última contagem mais de 7.500 assinaturas de cientistas que, na adesão, se comprometem a parar de submeter seus trabalhos às cerca de 2.000 publicações científicas da Elsevier, que edita títulos como “Lancet” e “Cell”.

Gowers, que deu início ao boicote, postou um comentário sobre a decisão da Elsevier em uma rede social: “Estas são mudanças bem-vindas, mas que não exatamente mudam o cenário editorial. Dito isso, eles também afirmam que é só o começo.”

A Elsevier também anunciou que tornará público arquivos de 14 revistas matemáticas, cujo acesso será gratuito a partir de 1995, ano em que a companhia começou a ter conteúdo digital.

“Todos os artigos atuais e futuros dessas publicações serão gratuitas para leitura, seja para assinantes como para não assinantes”, comentou David Clark e Laura Hassink, vice-presidentes da Elsevier, com matriz em Amsterdã, na Holanda.

Veja as razões que motivaram o boicote pela comunicade científica:

Fonte: Jornal Folha de São Paulo

Próximos Eventos