Destaques

Analista de Web Analytics: você é o ‘cara’ de 2018 na TI nacional

Os cinco perfis profissionais do mercado de Tecnologia da Informação mais demandados no Brasil em 2017 foram: analista de suporte (16%); gerente de projetos, ou líder técnico, (10%); analista de negócios e processos (9%); analista desenvolvedor .net (9%) e analista de BI (7%). Entre as categorias, desenvolvimento mantém o primeiro lugar, somando 47%, uma redução de 6%, tendo em vista que em 2016 a categoria alcançou 53% das buscas. O ranking é da pesquisa anual sobre oportunidades do mercado feito pela consultoria brasileira Conquest One.

Nesse ranking, foram contabilizadas 41% de vagas para analistas. E o destaque fica por conta do perfil de analista desenvolvedor na linguagem Dot.Net. Na ordem, a segunda posição ficou com a área de suporte operacional, 16%, em especial as vagas para analista de suporte; negócios e processos chegaram a 14%, foco no perfil de analista de negócios; infraestrutura, 13%, maior demanda para analista Windows, e gestão com 10% das buscas, em sua maioria, para gerente de projetos. Em 2018, a tendência é de busca por mais profissioinais na área de TI.

“Sentimos os primeiros sinais da retomada econômica em setembro do ano passado, e isso nos leva a outro problema: a falta de mão de obra. Por outro lado, essa é a oportunidade para que os interessados na área, estudem, aperfeiçoem seus conhecimentos e entrem no mercado, que é grande, e terá espaço para todos”, explica Antonio Loureiro, CEO da Conquest One.

Mesmo com um número interessante de oportunidades mais ‘tradicionais’, há alguns anos o mercado já demonstra interesse em conhecimentos voltados à robótica, blockchain e soluções disruptivas, além de um mindset empreendedor e inovador. “As novas tecnologias, as soluções digitais e as próprias necessidades do mercado abrirão portas para os profissionais interessados. Nosso dever é combinar os melhores candidatos às empresas que os buscam”, afirma Marcelo Vianna, CHRO da Conquest One.

Os executivos da consultoria enumeram oportunidades para 2018. “O analista de web analytics é, com certeza, uma opção, uma vez que as mídias digitais, quando bem usadas, têm um grande poder sobre o consumidor. A nova geração do especialista em análise de dados é o cientista de dados, e por ser uma carreira nova, os profissionais serão muito bem-vindos. Seguindo essa linha, o analista de BI tem a tarefa de cavar as oportunidades escondidas nos dados que as empresas reúnem. Mesmo com dificuldades, 2018 promete ser um ano melhor, e com muito mais portas abertas aos interessados por tecnologia”, refletem.

Fonte: Convergência Digital

Próximos Eventos