+55 (61) 4101-6508 / 4101-6509

Notícias

Alckmin se diz otimista sobre linha da Apple em SP

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), disse hoje estar “otimista” com o acordo para a instalação da linha de montagem da Apple no Estado, para a produção de iPhones e iPads no Brasil. Segundo Alckmin, a montadora taiwanesa Foxconn – maior fabricante de eletroeletrônicos do mundo, parceira da Apple – e o governo estadual estão fazendo “os últimos entendimentos” sobre o tema. “Nós estamos otimistas que haja a produção no Estado de São Paulo”, disse o governador, após visita do príncipe Albert II de Mônaco, no Palácio dos Bandeirantes. “Mas vamos aguardar os últimos entendimentos e fazer esse anúncio em conjunto com a Foxconn”, acrescentou.

O governador não informou se já foi definida a cidade que receberá a linha de montagem e não soube precisar quando será feito o anúncio oficial. A expectativa é de que a produção dos aparelhos tenha início no mês de setembro. O presidente da Investe São Paulo, agência de estadual de promoção de investimentos, Luciano Almeida, informou ontem que a decisão de instalação da unidade em São Paulo foi comunicada em fevereiro ao governador, por representantes da Apple. A Foxconn analisa atualmente seis municípios, dentre eles Jundiaí, que vem sendo apontado como um dos principais candidatos para receber o empreendimento.

Visita

A visita do príncipe de Mônaco à sede do governo estadual durou apenas trinta minutos. O membro da família real foi recepcionado pela guarda de honra da Polícia Militar e levado à ala residencial do Palácio dos Bandeirantes, tendo sido ciceroneado pelo próprio governador. O príncipe não falou com a imprensa, como prevê o protocolo real, mas sorriu bastante para os jornalistas. No breve encontro, de acordo com o governador, as duas autoridades discorreram sobre meio ambiente e economia global. O príncipe, segundo o governador, tem uma fundação dedicada ao desenvolvimento sustentável. “Ele está muito entusiasmado com o Brasil, com o crescimento da economia brasileira”, relatou o governador.

O príncipe, segundo o governador, falou ainda sobre a sua mãe, a atriz americana e princesa Grace Kelly, e destacou a realização em São Paulo da exposição “Os Anos Grace Kelly, Princesa de Mônaco”, realizada pela Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP), em parceria com o Grimaldi Forum – Mônaco. O nome do piloto Ayrton Senna foi também abordado no breve encontro. “Ele sabia de cabeça que o Ayrton Senna venceu seis GPs de Fórmula 1 em Mônaco”, disse o governador. “Ele lembrou com muita saudade.” O tucano relatou ainda que convidou o príncipe a visitar mais vezes o Brasil.

Na saída do encontro, o príncipe assinou o livro de visitas do Palácio dos Bandeirantes e trocou presentes com o governador. O cerimonial do governo estadual informou que Albert II de Mônaco recebeu um conjunto de canetas feitas de madeiras brasileiras. O conteúdo do presente entregue ao governador não foi divulgado até o começo da tarde. A embalagem continha o símbolo da coroa da monarquia de Mônaco e tinha o selo “Palais de Monaco”.

Fonte: Exame

Compartilhe:

    Próximos Eventos