+55 (61) 9 7400-2446

Notícias

Acesso à internet é considerado um ‘luxo’ no Brasil, aponta Ipea

Levantamento divulgado nesta terça-feira, 24, pelo Instituto de Pesquisas Econômicas Avançadas (Ipea), que analisa diversos temas sociais o período de 2001 a 2009, mostra que o Brasil, inclusive o estado de São Paulo, ainda apresenta índices baixos em relação ao acesso à internet. Segundo o estudo, intitulado Situação Social nos Estados, é plausível afirmar que esse item ainda pode ser considerado um “luxo”, mesmo em nível nacional, pois apenas 28,1% da população brasileira o possuíam em 2009.

Apesar da velocidade de expansão do acesso nos últimos anos, a população rural ainda está distante dos benefícios desse processo, afirma o estudo. As diferenças regionais são intensas. Em São Paulo, a internet no domicílio ainda está em nível baixo. A taxa de acesso de 43,7% para a população urbana chega a apenas 16,3% para a população rural do estado. No Distrito Federal, a internet no domicílio também é para poucos: taxa de acesso para a população urbana é de 55,6% e, para a rural, de 22,6%.

A telefonia móvel, no entanto, supera a média mundial. Em 2001, a quantidade de pessoas que tinha um celular – considerando ao menos um morador do domicílio no Brasil – ficava em 31%. Em 2009, esse número foi de 81,1%, sendo que o Sudeste e São Paulo acompanharam o crescimento, atingindo no último ano considerado pela pesquisa 86% e 87,42%, respectivamente.

Se levadas em conta as áreas rurais, no entanto, os números de 2009 são menores: 54,5% (Brasil), 66% (Sudeste) e 80% (São Paulo). Ou seja, em São Paulo ainda há desigualdades de cobertura entre as zonas urbanas e as rurais, mas o estudo indica que elas estão claramente desaparecendo.

A exceção é o Distrito Federal, que está à frente das demais unidades da federação em relação ao acesso à telefonia celular. Segundo o estudo, em 2009, 95,7% das casas tinham pelo menos um morador com celular. De acordo com o Ipea, no Distrito Federal, as zonas urbanas e rurais rumam no sentido da equalização do provimento desse serviço. No caso da população rural, 34% têm telefone fixo e 90,5% dos domicílios dispõem de telefone celular.

Fonte: TI Inside

Próximos Eventos