+55 (61) 9 7400-2446

Giro nos Estados

Universidades no Tocantins levarão mais conhecimento a Agrotins

500Além de uma vitrine tecnológica, a Feira de Tecnologia Agropecuária do Tocantins (Agrotins) 2013 é também um local de debates de alto nível. A maioria deles promovido por pesquisadores de instituições públicas e privadas que irão contribuir para o crescimento da atividade agropecuária no Estado. Esses profissionais ministrarão cursos, palestras, seminários, além da participação em clínicas tecnológicas. Para o agricultor, é o momento de absorver o conhecimento que será utilizado no seu dia a dia.

Para a 13ª edição da Feira, que será realizada de 7 a 11 de maio, no Centro Agrotecnológico de Palmas, a Faculdade Católica do Tocantins Facto (Facto) contará com um auditório onde serão ministradas 14 palestras. A ideia, segundo o coordenador do curso de Zootecnia, professor doutor Peter Gaberz Kirschinik, é que por meio da Agrotins a universidade leve ao agricultor a informação correta sobre controle de pragas, colheita, preparo do solo, ou seja, itens necessários para desenvolvimento da atividade no campo. “Algo do que será repassado pode não ser novidade em outros centros, mas o pequeno produtor daqui ainda não tem esse conhecimento. Então, nossa intenção é passar essas informações de forma simples para que todos tenham acesso”, acrescenta.

Agricultura familiar
A bióloga e doutora em pós-colheita de produtos agrícolas do Ceulp/Ulbra, Conceição Aparecida Previero, explica que a parceria feita entre a instituição e o governo do Estado, desde a primeira edição da Agrotins, visa, principalmente, subsidiar o agricultor familiar com conhecimento de novas tecnologias.

“A gente percebe que, apesar de haver grandes pecuaristas, o público predominante da feira é formado por agricultores familiares, por isso, montamos a programação levando em consideração o tema da Agrotins e também este público”, conta Conceição. Dentre as clínicas oferecidas pela instituição estão “Agrobiodiversidade e direitos do agricultor”, “Irrigação como ferramenta de lucratividade na pecuária” e “Como plantar pensando na renda”, que acontecem no auditório Sebrae, no dia 8 de maio.

Também estarão presentes na Agrotins as duas universidades públicas do Estado; a UFT (Universidade Federal do Tocantins) e a Unitins (Fundação Universidade do Tocantins). O pesquisador da UFT, Jozafá Ribeiro Maciel, destaca que a instituição irá oferecer três palestras, duas clínicas e a mesa redonda “Perspectivas da Pesquisa Agropecuária do Estado do Tocantins”.

Já a Unitins oferecerá cinco minicursos, três palestras e duas clínicas tecnológicas para os visitantes da feira em diversas áreas do conhecimento agronômico e veterinário. A programação completa da Agrotins 2013 pode ser conferida no site www.agrotins.to.gov.br.

Escola
Para os acadêmicos, a hora também será de aprender. Segundo Kirschinik, os alunos de Zootecnia e Agronomia são convidados a participar da Agrotins e assim conhecer a realidade do campo e do produtor rural, cenário que vivenciarão após a formação acadêmica. “Eles precisam ter a noção real do que é e o que eles poderão fazer para ajudar, destacando qual será a importância desse acadêmico para o desenvolvimento da pecuária”, considera.

O acadêmico Arthur Passos, do último período de Agronomia, na Faculdade Católica, destaca que a Agrotins é um celeiro de oportunidades também para os estudantes, possibilitando-lhes ampliar o conhecimento obtido na universidade. “Me interesso pelas palestras, cursos e clínicas”, diz, acrescentando que a exposição de máquinas agrícolas também é outro lugar que lhe chama atenção.

SDCT-TO

Próximos Eventos