+55 (61) 9 7400-2446

Giro nos Estados

Universidades estaduais do Paraná firmam convênios com instituições estrangeiras

As universidades estaduais do Paraná estão se voltando, cada vez mais, à internacionalização de suas atividades, para enriquecer o conhecimento de alunos e professores nas áreas de pesquisa e extensão. As universidades de Ponta Grossa (UEPG), do Centro-Oeste (Unicentro), de Londrina (UEL) e do Oeste (Unioeste) firmaram acordos recentes.

Na opinião do secretário da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Alípio Leal, o intercâmbio com instituições estrangeiras aumenta as oportunidades principalmente no desenvolvimento de pesquisas.

UEPG – A Universidade Estadual de Ponta Grossa e a Universidade Autônoma de Barcelona (UAB) se comprometeram a manter objetivos comuns e complementares nas áreas de pesquisa, docência e desenvolvimento tecnológico. “Entendemos que a troca de experiência entre as universidades vai permitir o melhor aproveitamento dos potenciais das respectivas reservas intelectuais”, destaca reitor João Carlos Gomes.

Sob a coordenação da professora Jussara Ayres Bourguignon, coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais Aplicadas da UEPG, o convênio deve fomentar o intercâmbio de professores e alunos, temas de pesquisa, livros, publicações e outros materiais. “Vamos estabelecer um plano de trabalho para respaldar os programas a serem realizados, sua participação e o regime de financiamento entre cada uma das partes”, explica a coordenadora. O plano de trabalho será desenvolvido por uma comissão formada por dois representantes de cada universidade.

UEL – Sete professores da Illinois State University, dos Estados Unidos, visitaram a UEL interessados no intercâmbio de professores e alunos, de graduação e pós-graduação, para estágios, cursos e outras atividades. Os dois setores que mais interessam a instituição estrangeira são as Ciências de Alimentos e Agronomia.

A visita foi incentivada pelo professor Epaminondas Rosa, que leciona Física na instituição norte-americana. “As duas universidades são mais ou menos do mesmo tamanho, têm perspectivas semelhantes e estão em regiões eminentemente agrícolas. Acredito que estamos começando um intercâmbio muito promissor para todos”, declarou Rosa.

UNIOESTE – Professores da área de Ciências Sociais do campus de Toledo da Unioeste estão no México para firmar parceria com a Universidade de Quintana Roo. Eric Gustavo Cardin e Sílvio Antônio Colognese foram discutir a mobilidade docente e discente das pessoas vinculadas aos cursos de pós-graduação em Ciências Sociais das duas universidades. “Vamos incentivar disciplinas e a produção de pesquisas conjuntas”, explica Cardin.

A primeira atividade programada é um curso sobre fronteiras brasileiras para professores e alunos do curso de mestrado em Ciências Sociais da Universidade Quintana Roo. Nesta mesma viagem, os professores serão conferencistas no “13º Seminário Internacional de Verano: Caribe, Economia Política y Sociedad, na cidade de Chetumal, México.

Cardin explica que as atividades no México dão continuidade às discussões realizadas no início deste ano durante o I Colóquio Internacional Dinâmicas de Fronteira realizado na Unioeste, quando o professor Juan Carlos Arriaga, da universidade mexicana, apresentou a carta de intenção de convênio.

DESENVOLVIMENTO – O campus de Marechal Cândido Rondon da Unioeste é a única universidade brasileira a participar do Projeto Universidades Estratégicas (Alfa III), iniciativa da Comunidade Europeia para promover ações conjuntas entre instituições de ensino superior da Europa e de países em desenvolvimento. A Unioeste conta com parceria do PTI/Itaipu para desenvolver as ações.

O objetivo é fortalecer o papel do ensino superior no desenvolvimento econômico em áreas marginais ou de fronteira da América Latina. De acordo com a professora Luciana Oliveira de Fariña, coordenadora do projeto na Unioeste, será promovido intercâmbio de docentes e estudantes.

Participam do Projeto Alfa III universidades da Argentina (Santa Fé, Província de Buenos Aires); Universidad Nacional de San Martín (Unsam); Universidad Nacional del Litoral (UNL); da Colômbia Universidad de Antioquia (UdeA); Fundación Universitaria Católica del Norte (UCN). Pelo Paraguai participa a Universidad Nacional de Asunción (UNA); e pela Venezuela,a Universidad Católica del Táchira (UCAT). Destacadas pela Comunidade Europeia, fazem parte do grupo a Comunidad Valenciana e a Florida Centre de Formación, da Espanha, e a Università degli Studi del Molise (Unimol), da Itália.

UNICENTRO – A universidade sediada em Guarapuava assinou convênio com a prefeitura para incentivar o desenvolvimento de programas de cooperação em assuntos administrativos, científicos, acadêmicos, sociais e culturais com instituições do exterior, especialmente a França.

Acadêmicos das áreas de agricultura e alimentação poderão participar de estágios e entrar em contato direto com mercados profissionais do exterior, além da promoção de programas de pesquisa e inovação. Para o reitor da Unicentro, Aldo Nelson Bona, por esta parceria abrirá possibilidade para outras cooperações.

Fonte: Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior – Paraná

Próximos Eventos