+55 (61) 9 7400-2446

Giro nos Estados

UNIFAP apresenta à Prefeitura de Macapá acordo de elaboração do novo projeto da Ponte Sérgio Arruda

A Universidade Federal do Amapá (UNIFAP) por meio da Coordenação do Curso de Engenharia Civil, apresentou na última quarta-feira, 27 de janeiro, em reunião com a Prefeitura Municipal de Macapá (PMM), o Termo de Cooperação sobre a elaboração de um novo projeto para a Ponte Sérgio Arruda, no Canal do Jandiá, Zona Norte de Macapá.

O termo foi entregue de forma simbólica durante a reunião em que estavam presentes o prefeito Dr. Furlan, o Secretário Municipal de Meio Ambiente Márcio Roberto Pimentel de Sousa, o Secretário Municipal de Manutenção Urbanística Claudiomar Rosa da Silva, a Secretária municipal de planejamento Fernanda Cabral e o Secretário Municipal de Zeladoria Urbana Jean Patrick Farias. Representando a UNIFAP estava a Vice-Reitora Profa. Dra. Simone Leal, o coordenador do curso de Engenharia Civil Prof. Ms. Regis Brito Nunes e o Pró-reitor de Relação Institucionais José Caldeira Gemaque. O termo foi protocolado oficialmente no dia 29 de janeiro de 2021.

Reunião do dia 27 de janeiro entre universidade e PMM. Foto: ASCOM PMM

O professor Regis Nunes comenta sobre a participação da universidade na elaboração do projeto. “A UNIFAP, através dos professores do curso de engenharia civil, vai elaborar um novo plano para uma nova ponte Sérgio Arruda, com nova metodologia de pontes e seguindo as especificações técnicas e orçamentos necessários”, explica.

A princípio o Desembargador Dr. Rommel Araújo de Oliveira estabeleceu o prazo de 30 dias (tendo início em 13 de março de 2020) para que a universidade apresentasse o acordo de cooperação à Prefeitura. Porém, devido a suspensão das atividades causada pela pandemia de COVID-19, só foi possível entregar a documentação exigida no final de janeiro de 2021.

Com a entrega da proposta a Universidade aguarda autorização da PMM para início do projeto e aprovação das contrapartidas apresentadas pela UNIFAP, que incluem oferta de 6 bolsas no valor de R$ 3.500 reais mensais para docentes engenheiros, 2 bolsas de R$ 5.000 reais para docentes engenheiros com mestrado ou doutorado e 10 bolsas de R$ 500 reais para discentes estagiários de nível técnico, bem como o fornecimento das licenças dos softwares necessários para os serviços prestados.

Sobre a ponte

No dia 9 de dezembro de 2019 uma equipe de engenheiros foi formada para a preparação de Exame Pericial de Engenharia Forense. O grupo era composto por seis membros, sendo eles doutorandos, mestres e especialistas de engenharia, os quais tinham o objetivo de apresentar um laudo sobre a situação atual da ponte.

Ainda sobre o laudo, o professor Regis Nunes destacou: “esta equipe concluiu que a Ponte Sérgio Arruda (uma estrutura em concreto armado protendido) não apresentava patologias com gravidade elevada. Já as cabeceiras da Ponte, que são uma obra de arte em terra armada e uma estrutura independente, demonstraram patologias estruturantes com a perda de desempenho, devendo ser refeita em sua totalidade”.

Em segunda análise, a equipe sugeriu a demolição da estrutura para refazer a base da ponte, a fim de propor um novo projeto com orçamento menor que o previsto e ser uma opção mais segura que ofereceria melhorias no tráfego do trajeto norte-sul-norte.

Fonte: Unifap

Próximos Eventos