+55 (61) 9 7400-2446

Giro nos Estados

UFRN realiza 40% dos exames de covid-19 no RN

O Instituto de Medicina Tropical (IMT) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) ultrapassou, esta semana, o número de 30 mil exames para a covid-19 com amostras de pacientes de 17 municípios do estado. Até a última quarta-feira, 09, foram 29157 exames do tipo RT-PCR, além de 2349 testes sorológicos. O IMT tem capacidade para chegar aos 170 mil testes para a doença.

Os números chamam à atenção. Só para se ter uma ideia, até quinta-feira, 10, foram realizados 73079 exames do tipo RT-PCR em todo o estado. Os exames realizados pelo IMT correspondem a 40% desse total. De acordo com os dados do instituto, 33,49% dos resultados desse tipo de exame foi positivo e 57,56% foi negativo. Outros 8,93% dos exames seguem em análise e 0,03% teve resultado inconclusivo.

Com recursos doados pelo Ministério Público do Trabalho, os laboratórios do IMT foram equipados para realizar dois tipos de exames. Os testes de biologia molecular, ou RT-PCR da sigla em inglês para Reação em Cadeia da Polimerase com Transcrição Reversa, pode detectar a partícula do vírus nas secreções respiratórias dos pacientes. Para garantir os resultados precisos, o material deve ser colhido em um tipo de cotonete específico chamado swab ainda na primeira semana da infecção. A UFRN tem capacidade para realizar até 150 mil testes desse tipo.

O outro tipo de exame realizado pela UFRN é o teste sorológico, que analisa a presença de anticorpos contra a doença e precisa ser realizado a partir da segunda semana de sintomas para garantir resultados confiáveis. O IMT tem material para realizar 20 mil testes sorológicos. Até agora, 14,26% dos testes foi positivo para IgM – o que indica que o paciente ainda está infectado. Outros 23,97% teve resultado positivo para IgG – o que indica que o paciente está curado ou em fase de recuperação da doença.

O material para a realização dos testes foi adquirido com recursos do Ministério da Educação. As amostras são enviadas pelas prefeituras de 17 municípios, incluindo Natal e Mossoró, além de Apodi, Areia Branca, Caraúbas, Cruzeta, Extremoz, Felipe Guerra, Governador Dix Sept Rosado, Grossos, Itaú, Janduís, Olho-D’água do Borges, Pureza, Rodolfo Fernandes, Santa Cruz, São Gonçalo do Amarante e Severiano Melo.

O instituto também analisa os testes de profissionais de saúde com suspeita de covid-19, além dos profissionais dos hospitais universitários da UFRN, como o Onofre Lopes, Ana Bezerra e a Maternidade Escola Januário Cicco.

Fonte: UFRN

Próximos Eventos