+55 (61) 9 7400-2446

Giro nos Estados

UFRN concede valor máximo para auxílio instrumental

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) aprovou a liberação do valor máximo (R$ 850) para Auxílio Instrumental aos estudantes enquadrados nos termos do edital 004/2020. Com 3.413 inscritos, a Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis (Proae) acredita que entre 90% e 95% dos solicitantes estejam dentro das normas. A expectativa é que a lista final dos aprovados seja enviada o mais breve possível para que os beneficiados recebam os recursos antes do dia 24, quando será iniciado o ano letivo 2020.1.

O auxílio é destinado a estudantes da graduação presencial, matriculados no período letivo 2020.1 dos campi de Natal, Macaíba, Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi (Facisa) e Centro de Ensino Superior do Seridó (Ceres). Os recursos são destinados à aquisição de equipamento de tecnologia de informação (TI), como tablet, notebook e smartphone, para acompanhar as aulas em formato remoto. O benefício será custeado com recursos do Programa Nacional de Assistência Estudantil (Pnaes), podendo ser utilizado orçamento próprio da UFRN.

Segundo o professor Edmilson Lopes, pró-reitor da Proae, o auxílio é fundamental para incluir os estudantes nesse período de pandemia, considerando que nas escolas e instituições privadas foi possível manter as aulas quase sem prejuízo para os envolvidos. “Quando procuramos garantir condições para que os estudantes adquiram equipamentos, estamos incidindo propositivamente sobre essa realidade, procurando minorar os efeitos danosos dessa desigualdade social tão grande no país”, explica.

Para ele, essa ação mostra que é possível o estabelecimento de uma política pública de inclusão social, mesmo no nível de educação superior. “Estabelecemos esta iniciativa na UFRN com o apoio de inclusão digital durante os semestres suplementar e agora com o Auxílio Instrumental. Estamos na expectativa de que a RNP (Rede Nacional de Ensino e Pesquisa) consiga contratar empresas para fornecer acesso à internet para nossos estudantes. Se isso não acontecer, vamos também buscar recursos dentro do limite da matriz orçamentária do Pnaes para que os estudantes consigam acompanhar suas aulas”, completou Edmilson Lopes.

Fonte: UFRN

Próximos Eventos