Giro nos Estados

Ufam, UEA e Ifam discutem parcerias estratégicas no fortalecimento da extensão universitária

Após o Termo de Cooperação assinado no último dia 5 de julho, a Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e o Instituto Federal do Amazonas (Ifam) realizaram nesta terça-feira, 31 de julho, reunião para discutir ações de desenvolvimento no âmbito da Extensão Universitária. O encontro ocorreu no prédio administrativo da Reitoria do Ifam, no Centro da cidade.

O Termo de Cooperação permitirá ações conjuntas em diversas áreas, como mobilidade acadêmica, pesquisa e extensão. Para esta última, serão desenvolvidas ações que envolverão os mais diferentes segmentos sociais.

De acordo com o titular da Pró-Reitoria de Extensão da Ufam, professor Ricardo Bessa, existe uma discussão na Instituição, no cumprimento do novo Plano Nacional de Educação (PNE-2014/2024), que assegura 10% dos créditos curriculares exigidos para a graduação em programas e projetos de extensão universitária, orientando sua ação, prioritariamente, para as áreas de grande pertinência social.

O pró-reitor destacou na reunião, o lançamento para 2019 do Programa de Estágio Social Curricular (PESC) e propôs uma ação conjunta envolvendo as três instituições para desenvolver as estratégias de desenvolvimento. Defende ainda, a criação do campus trinacional, com sede em Tabatinga, objetivando unir forças das três instituições de ensino superior com sede nos municípios da tríplice fronteira (Tabatinga e Benjamin Constant).

Para o professor Ricardo Bessa, congregar as três importantes universidades públicas do Amazonas representa a continuidade do protocolo assinado, no sentido de fortalecer os projetos de formação superior. O professor deu destaque não somente a extensão universitária, mas a outros seguimentos como, o Ensino e a Pesquisa.  “Temos a consciência que, juntos, unidos seremos mais fortes”, finalizou.

O representante da Pró-Reitoria para Assuntos Comunitários da UEA, professor André Tannus, acredita que reunir três instituições de ensino superior do Amazonas é muito importante. “Primeiro, não dá para trabalhar sozinho num assunto como a extensão, cuja característica está fora dos muros da universidade. Quanto maior o número de pessoas que participam, melhor o resultado para a comunidade, para quem, verdadeiramente, trabalha”, disse o pró-reitor.

A troca de experiência entre as instituições promove melhorias na extensão universitária.A troca de experiência entre as instituições promove melhorias na extensão universitária.Tannus completa ainda que trabalhar com gabarito e competência como a Ufam e o Ifam é extremamente prazeroso. “Esta diferença faz com que o produto final seja de excelência. A experiência institucional é positiva, levando em conta a qualidade do trabalho desenvolvido pelas três instituições que permitem realizar troca de experiências”, afirmou o professor.

A pró-reitora de Extensão do Ifam, professora Sandra Darwich, acredita que é de suma importância o encontro com as instituições envolvidas. Darwich lembra que outras parcerias foram realizadas tanto com a Ufam quanto a UEA e que para a professora, a reunião envolve a elaboração de projetos conjuntos que foca em determinados assuntos e temas importantes amazônicos. “Com certeza isso se desdobrará em projetos que terão uma repercussão ainda muito maior”, declarou a professora.

A pró-reitora ressaltou as experiências trazidas pela Ufam e UEA no campo da Extensão Universitária que vislumbra novas possibilidades de trabalhos conjuntos em projetos e programas. “Isso irá fortalecer ainda mais a extensão da região, trazendo o desenvolvimento com retorno para a sociedade por meio do conhecimento produzido nas Instituições de Ensino Superior”, finalizou.

Fonte: UFAM

Próximos Eventos