Giro nos Estados

Três bolsistas FAPESP estão na final do FameLab Brasil

Três bolsistas da FAPESP estão entre os finalistas da etapa brasileira do FameLab Brasil 2018: Raquel Caserta Salviatto (Instituto Agronômico), Laura Marise de Freitas (Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Unesp) e Guilherme Defante Telles (Escola de Educação Física e Esporte da USP).

Entre as fundações estaduais de amparo à pesquisa representadas na competição, a FAPESP foi a que registrou maior número de inscritos, com 31 bolsistas.

Nesta sexta-feira (27/04), a competição entra em sua última fase, quando será escolhido um campeão entre os 11 finalistas selecionados. O edital previa uma final com 10 competidores, mas os organizadores acharam por bem incluir um finalista a mais.

“O nível dos candidatos está muito alto, então optamos por seguir com 11 finalistas em vez dos 10 que estavam previstos no edital”, disse Igor Arraval, gerente de projetos de educação do British Council.

Cada um terá 3 minutos para explicar um conceito científico e mostrar sua importância para o público leigo, que também poderá eleger seu candidato favorito por meio de votação popular.

Os finalistas serão avaliados pelo critério dos 3Cs: Conteúdo, Clareza e Carisma. A final brasileira é gratuita e aberta ao público, mas as inscrições estão esgotadas. Quem tiver interesse em saber mais pode acompanhar pelas redes sociais do British Council, que estará postando notícias sobre o evento em tempo real.

Salviatto, bióloga e pós-doutoranda em melhoramento genético vegetal, participa pela segunda vez da competição. No ano passado, também chegou à final. Seu tema, este ano, são os transgênicos.

“Vou falar sobre transgênicos. Explicar para as pessoas do que se trata e dizer a elas que são seguros. Acho o FameLab uma iniciativa muito séria, que proporciona momento muito propício para a gente passar o recado que tem a dar”, disse em comunicado do concurso.

Em sua apresentação final, Freitas, doutoranda em biociências e biotecnologia aplicada à farmácia, falará sobre terapia fotodinâmica, o uso da luz para tratamento de doenças. Já o mestrando Telles deve manter na final o tema desenvolvido na semifinal: epigenética e exercícios físicos.

O vencedor da etapa brasileira representará o país na decisão internacional da competição, durante o Festival de Ciência de Cheltenham (Reino Unido), de 4 a 10 de junho.

A chamada FameLab 2018 foi organizada pelo Conselho Britânico e contou com apoio da FAPESP, do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, por intermédio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), do Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap) e do Museu do Amanhã.

Mais informações: www.famelab.com.br

Fonte: Agência Fapesp

Próximos Eventos