Giro nos Estados

Tocantins firma parceria para implantar o Cartão do Pesquisador

Parceria entre a Secretaria Estadual de Ciência e Tecnologia e o Banco do Brasil vai facilitar os pagamentos de bolsas e a liberação de recursos para os pesquisadores que recebem apoio dos Governos Estadual e Federal na realização de projetos científicos no Estado. Isso vai ser possível graças a implantação do Cartão do Pesquisador.

A assinatura do contrato de prestação de serviços entre a secretaria de C&T e o Banco do Brasil para a aquisição do cartão foi realizada nesta segunda-feira, 02, na sede da pasta em Palmas. Assinaram o termo o gerente Geral do Banco do Brasil, Rui Cesar Hirata, a gerente de Relacionamentos do Banco, Maria Odete Lima Pereira Ponte, a secretária de Ciência e Tecnologia do Estado do Tocantins, Maria Fernanda Varanda Carneiro, e a subsecretária Maria Cristina Cabral.

Segundo a secretária Maria Fernanda Varanda Carneiro o Cartão do Pesquisador vai dar mais agilidade e transparência na gestão dos recursos destinados ao fomento a pesquisa no Estado. “Com esse benefício nós evitamos que o pesquisador tenha que criar uma conta própria para movimentar os recursos e gastos desnecessários com taxas, juros e multas. O nosso objetivo é que esse cartão seja estendido a outros programas de bolsas desenvolvidos pela nossa pasta”, afirma Maria Fernanda.

O Cartão do Pesquisador, que já foi implantado em nível nacional, não terá taxa de anuidade e vai beneficiar a cerca de 50 pesquisadores que realizam estudos científicos financiados pelo Governo do Estado através de programas como, PPP – Programa Primeiros Projetos, PPSUS – Programa de Pesquisa para o SUS – Sistema Único de Saúde e o DCR – Desenvolvimento Científico Regional.

A gerente de Relacionamentos do Banco do Brasil, Maria Odete, informa ser o próximo passo a criação da conta de relacionamentos, gerida por um técnico da pasta e a secretária, depois cada pesquisador deve assinar um termo de adesão ao benefício.

Como funciona:
O cartão pode ser utilizado nos caixas e terminais de auto-atendimento do BB, mas apenas na função crédito, ou seja, não é um cartão de múltiplas funções.

Os pesquisadores e bolsistas podem realizar saques e compras nos estabelecimentos credenciados pela empresa operadora, e as transações serão debitadas diariamente na conta de relacionamento da Unidade Gestora do Governo. Não é cobrada anuidade ou qualquer outro tipo de taxa.

Fonte: Jodevaldo Pereira/Secretaria de Ciência e Tecnologia do Tocantins

Próximos Eventos