+55 (61) 9 7400-2446

Giro nos Estados

Suiça é o primeiro país a assinar acordo com Investe SC

A Investe SC, agência que surgiu de uma parceria entre o Governo do Estado e a Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC), conduzida pela secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS), assinou um acordo de cooperação com a congênere suíça Switzerland Global Enterprise (S-GE) para promover investimentos e o comércio bilateral do Estado com o país europeu. O termo foi assinado nesta terça-feira, dia 8, pelo presidente da FIESC, Glauco José Côrte; o embaixador da Suíça no Brasil; André Regli, e os secretários de Estado catarinenses Carlos Chiodini (SDS) e Carlos Adauto Virmond Vieira (Assuntos Internacionais). Estiveram na reunião também representantes da secretaria de Estado da Fazenda (SEF) e da SCPAR.  “Nosso Estado tem uma multidiversidade econômica, mão de obra qualificada e qualidade de vida. Tudo que um empreendedor europeu busca para ampliar seus negócios em outros países. Além disso, mantemos um controle fiscal e político, incentivos e somos referência na indústria da Tecnologia, Inovação e Comunicação”, enfatiza o secretário Chiodini.

O acordo promoverá o intercâmbio comercial entre instituições de ambos os países, dando especial atenção à cooperação com pequenas e médias empresas. “É o primeiro acordo que o Investe SC está assinando e o faz com a agência de investimentos da Suíça, criada em 1927 e que, portanto, tem longa experiência e tradição na área de captação de recursos e atração de investimentos”, afirmou Côrte. O presidente da FIESC observa que a saúde é um dos setores com mais oportunidades de atração. “É uma indústria emergente em Santa Catarina, que integra o Programa de Desenvolvimento Industrial Catarinense (PDIC, da FIESC) e oferece muitas opções e alternativas de expansão”.

Para o embaixador Regli, o acordo “é uma ferramenta a mais para intensificar as relações econômicas entre Brasil e Suíça e, quando se fala em economia, sempre vem antes a ciência e tecnologia”. O embaixador relatou que visitou quatro empresas catarinenses, com grande potencial de intercâmbio, em especial nas áreas de biotecnologia e tecnologia da informação. “O DNA do empresário catarinense combina muito bem com o DNA do empresário suíço e isso é fundamental para intensificar as relações e o comércio”, afirmou Regli.

A Investe SC atua na divulgação de oportunidades em Santa Catarina e na prospecção de empresas interessadas em realizar investimentos nos setores de alto valor agregado. O objetivo é reduzir as importações, reforçando o nível tecnológico da indústria e fomentando o desenvolvimento de todas as regiões do Estado. Também concentra o atendimento das demandas de investidores interessados no Estado, acionando os órgãos, entidades e parceiros responsáveis e acompanhando os processos.

Dados levantados pelo Observatório de Inteligência Industrial da FIESC mostram que, de um total de 60 mil empresas multinacionais em todo o mundo, 40% pretendem investir em projetos de inovação e pesquisa fora do seu país de origem. Os estudos também indicam que, de 35 mil projetos de investimento de média e alta tecnologia lançados nos últimos cinco anos, 73% foram realizados por multinacionais norte-americanas e europeias.

No endereço www.investesc.com estão disponíveis informações sobre as oportunidades de investimento, as facilidades oferecidas pela agência e dados estatísticos de Santa Catarina.

Em 2015, Santa Catarina exportou US$ 12,1 milhões para a Suíça e importou US$ 54,5 milhões do país. Os principais embarques para o país europeu foram carne de frango (55,7%), além de motores elétricos (12,4%). Entre as principais compras do Estado estão bebidas não alcoólicas, máquinas e aparelhos para trituração ou moagem de grãos, entre outros.

Fonte: SDS-SC

Próximos Eventos