Giro nos Estados

Software que monitora localização de ônibus é testado no Parque Tecnológico da Bahia

O B4B, software criado pela empresa baiana NN Solutions, empresa integrante da incubadora do Parque Tecnológico da Bahia, tem tudo para facilitar a vida dos soteropolitanos que dependem do transporte público. Ele permite ao cidadão identificar quais linhas de ônibus trafegam por um determinado ponto, acesse as informações sobre, escolha qual deseja utilizar e solicite a parada do veículo.

Em fase de teste no Parque Tecnológico, o software foi instalado no transporte circular que atende ao Tecnocentro. Os funcionários têm acesso a informações como velocidade média, estimativa de chegada e o horário em que o veículo passou por determinado ponto.

Segundo o diretor administrativo da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), Leandro Teive, a iniciativa tem apresentado bons resultados e permitido novas funcionalidades administrativas.“As novas tecnologias desenvolvidas no Parque Tecnológico também contribuem com a melhoria da gestão, produtividade e controle de custos. O teste do software tem permitido o controle de gestão de informações do veículo, melhor atendimentos aos funcionários e o aperfeiçoamento da dirigibilidade”.

Monitoramento

O sistema que permite esta inovação é o MapBus, como explica Vitor Teixeira, sócio-proprietário da empresa NN Solutions, “Foi desenvolvido um sistema de monitoramento de frota georeferenciado que permite a localização em tempo real dos veículos, por meio da web e do celular ( versão Android)”.

Ele acrescenta que o projeto encontra-se em versão alfa – testes em ambiente controlado, sendo monitorados pela equipe da empresa todos os testes de hardware e software do sistema. A próxima etapa do projeto será a implantação da versão beta, que fará testes em ambiente controlado e aberto ao público, onde ocorrerá a instalação de um piloto e disponibilizado o aplicativo do celular e website para avaliação, comentários e sugestões, e, logo depois, iniciada a produção em larga escala.

“É importante gerar ações que divulguem o desenvolvimento dos produtos e serviços criados no Parque Tecnológico para que possamos apresentar a sociedade o retorno deste centro em pesquisa aplicada, que busca soluções inovadoras destinadas a beneficiar a população”, afirma o secretário Paulo Câmera.

Fonte: Secti BA

Próximos Eventos