+55 (61) 9 7400-2446

Giro nos Estados

Sergipe debate Plano de CT&I durante reunião de Fórum de pró-reitores do Nordeste

Tendo como tema “Financiamento e Políticas da Pesquisa e de Pós-Graduação no Brasil” e com apoio do Governo do Estado, através da Secretaria do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia (Sedetec), foi aberta nesta quinta, dia 09, em Aracaju, a II Reunião Anual do Fórum de Pró-Reitores de Pesquisa e Pós-Graduação da região Nordeste (Foprop). O evento que se estendeu até esta sexta, 10, contou com um debate mediado pelo secretário Saumíneo Nascimento, atual presidente do Conselho Nacional de Secretários Estaduais da Ciência e Tecnologia (Consecti), sobre o “Plano de Ciência, Tecnologia e Inovação para o desenvolvimento sustentável do Nordeste Brasileiro – PCTI/NE”.

Presente na solenidade de abertura, o presidente da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), Jorge Guimarães, destacou a evolução no número de cursos de pós-graduação na região Nordeste, que vem crescendo substancialmente, mais do dobro da média brasileira. “Nos últimos oito a 10 anos, talvez um pouco mais, as instituições despertaram para esse setor que é na verdade a melhor cara que a universidade pode ter, visto que a pós-graduação carrega junto a boa graduação, a extensão, a pesquisa e a formação de quadros de mestrado e doutorado que tanto necessitamos”, disse ao destacar o quanto esse crescimento é importante para o desenvolvimento local, regional e nacional. “Com a pós-graduação é que se torna possível resolver problemas que a graduação não consegue, como por exemplo, saneamento, a questão da violência, do desenvolvimento agropecuário, por isso é tão essencial para o desenvolvimento das instituições e do país como um todo”, reforçou.

Ambiente de debate e elaboração de propostas com vistas ao desenvolvimento da pesquisa e da pós-graduação nas instituições acadêmicas da região Nordeste e do Brasil, o fórum contou com a participação de gestores das instituições de pesquisa e pós-graduação, dirigentes das agências de fomento e pesquisadores renomados. Na abertura do evento estiveram presentes o presidente da Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica de Sergipe (Fapitec), Ricardo Santana, além do representante do Instituto Federal de Sergipe (IFS), Alberto Aciolly, o Pró-reitor de pós-graduação e pesquisa da Universidade Federal de Sergipe (UFS), Marcos Eugênio Oliveira, o vice-reitor da UFS, André Maurício, a Diretora de Pesquisa e Extensão da Universidade Tiradentes (Unit), Esther Villas Boas e demais convidados.

Debate

O Foprop foi encerrado no início da tarde desta sexta, 10, após a exposição do secretário Saumíneo Nascimento, sobre o Plano de Ciência, Tecnologia e Inovação para o Nordeste (PCTI/NE). De acordo com ele, o plano contempla toda a região, além do Norte dos Estados de Minas Gerais e Espírito Santo e foi construído a partir de um levantamento documental e oficinas de trabalho com a participação de secretários de CT&I de todo o Nordeste. “O plano será um referencial para que todos os Estados do país construam os seus documentos e servirá de parâmetro para os governos estaduais na construção de sua Ciência e Tecnologia”, disse o secretário ao destacar que uma cópia do documento foi entregue a cada candidato na disputa pelo Governo Federal, tendo como perspectiva os próximos 20 anos.

Conforme apresentado durante o evento, o Plano de CT&I possui cinco objetivos estratégicos, que visam transformar a Ciência, Tecnologia e Inovação como um instrumento de desenvolvimento regional a partir do fortalecimento do setor nos Estados. “Queremos consolidar o sistema regional de CT&I, com o fortalecimento das FAPs no Brasil; transformar o país em referência mundial no combate à desertificação; ter o Nordeste como referência no desenvolvimento inclusivo, com destaque para a geração de conhecimento; ampliar na região o conjunto de empresas competitivas, a partir de suas capacidades e competências em tecnologia e inovação; além de desenvolver na região uma base técnica e científica de excelência”, enumerou Saumíneo Nascimento.                

Fonte:SEDETEC-SE    

Próximos Eventos