Giro nos Estados

Seplan realiza Mesas Redondas sobre os APLs em Rondônia

 Secretaria de Estado do Planejamento e Coordenação Geral realiza de 09 a 16 de julho de 2013 através da GPP/Seplan e NEAPL Núcleo estadual de Arranjos Produtivos locais, encontros de discussões para cada arranjo prioritário homologados no MDIC,  O Secretário George Braga orienta que os APLs homologados no MDIC tenham prioridade no ordenamento das ações e programas quais sejam: pecuária do leite, sociobiodiversidade, confecção, fruticultura, apicultura, piscicultura, SAfs e cafeicultura e inicio de estudos preliminares do APL do couro, APL do inhame, Turismo do Guaporé e do minério com o objetivo de juntar-se aos projetos prioritários do estado que estão sendo preparados pela SEAE e os de Negócios sustentáveis  do Estado  que estão sendo trabalhados pela SEDES e SEAGRI para finalizar um documento final onde o estado possa esclarecer aos agentes financiadores a orientação de crédito para 2014,  este trabalho será concluído no dia 22 de julho de 2013 no auditório da Emater a partir das 08:30h da manhã.

Esse encontro discutirá também a questão da propriedade das informações e informações oficiais do Estado e dará sugestão de cifras a serem investidos pelos Bancos do Brasil e da Amazônia para 2014.

Conceito de APL

A princípio, é necessário entender que os Arranjos Produtivos Locais são frutos de um processo endógeno de potencialidade e produção em um município e ou região, os Arranjos possuem categorias, são prioritários quando o forem inclusivo e ou produtivo ou podem ser estratégicos quando o forem de geração de competitividade e ou tecnológicos, os APL de Rondônia estão em processo de formação e estão na categoria produção e inclusão, ou seja, nascem para potencializar renda e emprego através das vocações produtivas de cada localidade e conglomerados desde que ali existam produção, empreendedorismo e governança pública para através da dinâmica da produção, transformação, logística de distribuição e comercialização estabeleça-se a atividade econômica principal da região que passará a ter impacto na geração de riqueza. O APL impacta positivamente o dinamismo econômico de uma região porque nasceu como incremento na geração de riqueza da região, não será necessariamente a principal atividade, mas com certeza terá ali um segmento fortalecido no cômputo geral da acumulação da produção, ao passo que nenhuma produção deve deixar de acontecer em função de outra por ter maior valor agregado, onde é necessário o entendimento de que todas elas são importantes, as ações identificadas como impactantes e positivas devem ser tratadas e orientadas através de projetos indutores e específicos que possam ser implantados e fundamentados via plano de desenvolvimento e projetos econômicos.

Fonte: Seplan RO

Próximos Eventos