+55 (61) 9 7400-2446

Giro nos Estados

Sedec e comitê do Pró-Sertão discutem programa de capacitação para setor têxtil no RN

Em um auditório repleto de empreendedores e representantes da indústria têxtil, na Casa do Empresário em Caicó, o comitê gestor do Pró-Sertão realizou nesta quarta-feira (1) uma reunião preliminar para debater um novo programa de formação de mão de obra de costura. O projeto de iniciativa do Governo do Estado, por meio das secretarias de Desenvolvimento Econômico (Sedec), de Trabalho, Habitação e Assistência Social (Sethas) e das Mulheres, Juventude e Direitos Humanos (Semjidh), contará com a atuação do IFRN e Senai na execução técnica e com a colaboração do Instituto Riachuelo.

O local escolhido para a reunião fica no coração do Seridó, principal região de vocação têxtil catapultada pelo estímulo do Pró-Sertão. “Para a governadora Fátima Bezerra, esse é um programa prioritário”, enfatizou o secretário de desenvolvimento econômico, Jaime Calado. 

Serão treinadas duas mil costureiras e costureiros através dos parceiros e com investimentos do Estado. “Estamos tendo demandas novas no setor e isso só nos alegra, porque é mais serviço. Estamos precisando de mais gente e o Governo está nessa empreitada por isso”. Ainda de acordo com o secretário, o objetivo do programa é levar capacitação às dez regiões do estado, renovando a força de trabalho da cadeia têxtil e abrindo o mercado para novos tipos de produtos, sempre primando pela qualidade.

Representando a secretaria de Trabalho, Habitação e Assistência Social (Sethas), a presidente do Conselho Estadual do Trabalho, Emprego e Renda, Josiane Bezerra, informou que, atualmente, no Rio Grande do Norte, 235 mil pessoas estão em busca de trabalho. A conselheira avalia que o programa de capacitação irá contribuir com a inserção no mercado de trabalho, principalmente de minorias sociais, como mulheres, negros e indígenas. “Como aumentou o número de desempregados no país, e a gente sabe que a população feminina foi uma das mais afetadas, a gente pede que tenha um olhar diferenciado para essa população”. 

O presidente do Instituto Riachuelo, Gabriel Rocha Kanner, considerou o encontro o pontapé inicial para o que chamou de “Pró-Sertão 2.0”. Na condição também de representante da Guararapes, indústria âncora do programa, ele destacou a importância da cadeia têxtil no desenvolvimento econômico do estado e na vida dos trabalhadores potiguares. “São pessoas extremamente trabalhadoras e aguerridas. A gente vê nos olhos a gratidão e o empenho que elas têm naquele trabalho e a gente está mostrando esse trabalho pro Brasil inteiro”, pontuou Gabriel, e declarou: “temos todas as condições para concretizar esse sonho e transformar o RN no maior polo têxtil do Brasil”.

As representantes do Senai, Luciene Pontes, e do Sebrae, Verônica Melo, explicaram que o programa de formação de mão de obra está sendo desenhado em parceria com os empreendedores do estado, considerando a expertise adquirida desde o início do Pró-Sertão, e que, neste contexto, se insere essa primeira reunião. “Nós estamos juntas preparando esse fluxo de trabalho para que realmente possamos, de acordo com as demandas do mercado, atender da melhor forma”, disse Luciene.

Também participaram da reunião o gerente de projetos da Fundação de Apoio ao IFRN (Funcern), Erivan Sales do Amaral, e o presidente da Associação Seridoense De Confecções (Asconf), Janúncio Nóbrega. 

Fonte: SEDEC RN em 09/09/2021

Próximos Eventos