Giro nos Estados

Secti e empreendedores digitais definem ações para os próximos meses em Alagoas

Após retornarem do RioInfo 2013, um dos maiores eventos de Inovação e Tecnologia da Informação do País, trazendo prêmios e vitórias na bagagem, empreendedores digitais, que fazem parte do grupo de startups alagoanas, se reuniram com o secretário da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) de Alagoas, Eduardo Setton, com o diretor do Polo de Tecnologia da Informação, Comunicação e Serviços (TICS) , Adeilto Lima, para conhecer de perto o projeto do Polo de TICS e as etapas de construção, a qual deverá ser concluída em dezembro de 2014, em Jaraguá, avaliar a participação de Alagoas no evento do Rio de Janeiro, e traçar os próximos passos em conjunto com a Secti. O encontro, que ocorreu dia 27, à noite, também teve como objetivo definir estratégias para fortalecer o grupo e o movimento denominado SururuValley, o ecossistema alagoano, que faz referência ao Vale do Silício, nos Estados Unidos, o maior ecossistema de inovação e tecnologia, que serve de inspiração para empreendedores de vários lugares do mundo.
Eduardo Setton informou que há várias demandas em articulação que beneficiarão aos empreendedores, desde o acréscimo da indústria de tecnologia instalada em Alagoas no Programa de Incentivo Tributário e Fiscal, às ações integradas com o município de Maceió e a Secretaria de Defesa Social para melhorar a segurança em Jaraguá, que deverá ganhar um posto policial fixo, à aproximação da TI com a Federação das Indústrias de Alagoas, dentre outras.
Os empreendedores puderam esclarecer dúvidas sobre os editais de recursos param projetos de TI do Governo Federal e Estadual, solicitaram que haja entendimento entre Sebrae e Secti para que além de capacitação para elaboração de projetos para esses editais, que possam contar com uma consultoria nessa elaboração. Também reivindicaram a aproximação com professores da UFAL – Universidade Federal de Alagoas e foram prontamente atendidos, tendo o compromisso de Setton em programar um encontro com a academia, durante o qual terão acesso ao edital do Tecnova, que poderá oferecer para projetos de TI, R$ 2 milhões do Governo de Alagoas e R$ 6 milhões do Governo Federal, bem como assumiram o compromisso de apresentar aos professores o que é o SururuValley e como esse movimento conquistou o mundo nos últimos anos, além dos projetos das startups alagoanas.
A importância de se programar um calendário anual de participação em eventos, dentro e fora de Alagoas, com o objetivo de garantir canais de capacitação, de negócios e de relacionamento dando robustez ao grupo e otimizando recursos também foi acordado.
Setton defendeu o fortalecimento da região Nordeste, lembrando que Pernambuco tem um forte parque tecnológico, com o Porto Digital e que o trabalho integrado do SururuValley e demais estados contribui para que mais recursos federais cheguem à região.
Os empreendedores digitais estão com uma agenda de muitas ações nos próximos meses, dentre elas, um espaço na abertura da Semana Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação, dia 20 de outubro, numa atividade do Governo de Alagoas, através da Secti, na praia de Pajuçara, que permitirá disseminar e popularizar os projetos das startups, além da Feira do Empreendedor do Sebrae e diversos outros eventos.
Fonte: SECTI-AL

Próximos Eventos