+55 (61) 9 7400-2446

Giro nos Estados

Secti e Itec assinam termo de cooperação técnico-científica com Tribunal de Contas

A Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) e o Instituto de Tecnologia em Informática e Informação de Alagoas (Itec) assinaram um termo de cooperação técnico-científica com o Tribunal de Contas do Estado (TCE/AL) na quarta-feira (6).

O termo tem o propósito de promover o intercâmbio de experiências, informações e tecnologias visando à capacitação, o aperfeiçoamento e à especialização técnica de recursos humanos, ao desenvolvimento institucional e da gestão pública, mediante a implementação de ações conjuntas ou de apoio mútuo e de atividades complementares de interesse comum.

Para o conselheiro e diretor da escola de contas do TCE/AL, Otávio Lessa, esse termo é fundamental para facilitar o trabalho de controle do Tribunal de Contas. “Nós precisamos melhorar o sistema de tecnologia, pois já não temos como fugir dela. A secretaria está muito mais perto da tecnologia do que o tribunal e isso vai fazer com que eles tragam novas ideias e sistemas que facilitem nosso trabalho de controle”, disse Lessa.

O secretário Regis Cavalcante destacou o trabalho que a secretaria vem desenvolvendo com a implantação de novas tecnologias para o melhoramento do funcionamento da administração pública, a exemplo do Sistema de Gestão e Planejamento (Sgplan), desenvolvido pelo corpo técnico do governo e repassado a algumas secretarias de Estado e prefeituras municipais, gratuitamente.

“Uma das nossas funções é pensar em tecnologias que facilitem e melhorem os serviços prestados à sociedade e temos feito isso. Agora com esse termo de cooperação vamos auxiliar o Tribunal de Contas nesse processo. Será um intercâmbio de ideias e de experiências exitosas”, afirmou o secretário.

O diretor-presidente do Itec, Luciano dos Santos, ressaltou que já existem cerca de 45 aplicativos que serão repassados aos municípios a custo zero para melhoria da administração pública. “Esses sistemas foram desenvolvidos a partir de uma necessidade do Estado e serão transferidos por meio de uma cessão de uso”, enfatizou Santos.

Fonte: Secti-AL

Próximos Eventos