+55 (61) 9 7400-2446

Giro nos Estados

Secti e Facepe Investem R$ 600 mil para financiar Projetos de Transformação Digital em Micro, Pequenas e Médias Indústrias

A Secretaria de Ciência e Tecnologia (Secti) e a Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia no Estado de Pernambuco (Facepe) estruturaram o Bônus Tecnológico, subvenção econômica voltada para viabilizar investimentos em transformação digital nas micro, pequenas e médias indústrias de Pernambuco. Serão aportados R$ 600 mil para apoiar projetos de até R$ 20 mil por empresa. O edital já está disponível, através do link http://www.facepe.br/wp-content/uploads/2021/07/Edital_FACEPE_14-2021-B%C3%B4nus-Tecnol%C3%B3gico-2021.pdf

Além de fomentar a cultura inovadora e de modernização de processos, produtos e serviços no setor industrial, o Bônus Tecnológico visa ampliar a integração entre empresas e os Institutos de Ciência e Tecnologia (ICT) de Pernambuco. E é estratégico no apoio à consolidação de novos mercados para as startups com operações no Estado.

O Bônus Tecnológico poderá ser utilizado para custear o uso de infraestrutura de Pesquisa & Desenvolvimento, contratação de serviços especializados ou para transferência de tecnologias. O prazo máximo para execução dos projeto é de 12 meses.

As propostas poderão ser enviadas até o dia 16 de agosto. O resultado, com a lista de projetos aprovados, será publicado no site oficial da Facepe no dia 1º de outubro.

COMO SE INSCREVER?
As propostas devem ser elaboradas por um representante das empresas, sendo um sócio ou funcionário, e precisa apontar qual transformação digital desejam desenvolver e indicar que ICT ou startup irá executar os trabalhos.

Podem ser submetidas proposições nas áreas de: Tecnologia de Informação e Comunicação; Nanotecnologia; Sensores e atuadores; Gestão de dados (Big Data); Novos materiais; Fotônica; Sistemas ciberfísicos; Internet das coisas (IoT); Automação; Energias renováveis; Simulação e modelagem; Interoperabilidade; Segurança cibernética; Inteligência artificial; e Robótica avançada.

A transformação proposta pode ter sua aplicação na área de Gestão de Pessoas da empresa, Financeiro, Marketing e Vendas, Cadeia de Suprimentos (Supply Chain) ou em Manufatura Avançada.

Importante destacar que é necessário que a empresa esteja cadastrada no AgilFap (https://agil.facepe.br/).

O QUE DEVE CONSTAR NA PROPOSTA?
Além da área tecnológica e setor da empresa que será contemplado, a proposta precisa detalhar todo o projeto e sua viabilidade. Outro ponto fundamental é o orçamento completo para uso dos recursos.

CONTRAPARTIDAS
A empresa deve apresentar no orçamento um valor mínimo de contrapartida, que pode ser financeira ou econômica, de, pelo menos, 20% do valor solicitado na proposta.

Fonte: SECTI Pernambuco em 15/07/2021

Próximos Eventos